Vila Nova vence, se livra do rebaixamento e complica o Londrina na luta contra o Z-4

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Na luta para manter-se no Brasileiro Série B em 2022, apenas a vitória interessava para Vila Nova e Londrina antes da bola rolar nesta sexta-feira, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, ou mais conhecido como OBA, pela 37ª rodada. E fazendo valer o fator casa, a equipe goiana levou a melhor. Ainda no primeiro tempo, Alesson e Arthur Rezende trataram de marcar os únicos gols da partida fechando a conta em 2 a 0.

Com o resultado, o Tigre chegou aos 48 pontos, pulando para a 10ª colocação, eliminando qualquer chance de ser rebaixado. Já o Tubarão, por conta do tropeço, acabou estacionando na 17ª posição com seus 41 pontos, e não depende mais das próprias forças visando sua permanência na divisão, tendo que secar seus adversários na última rodada, além de vencer sua partida.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Londrina inicia melhor o duelo

Mesmo jogando longe de seus domínios, a equipe do Londrina não quis saber de dar chances ao Vila Nova e partiu pra cima. Até meados dos 15 minutos, criou as melhores chances com Victor Daniel e Mossoró, sendo a última quase abrindo o placar.

Porém, aos poucos, o Tigre foi se encontrando na partida apesar de ainda sofrer algumas investidas por parte dos visitantes. Sendo assim, até os 30 minutos completados no relógio, tentou surpreender o goleiro César em alguns lances, mas todos sem êxito.

Equipe goiana abre boa vantagem ainda na primeira etapa

Já na reta final, o time de Higo Magalhães mostrou que não estava disposto a levar o 0 a 0 para os vestiários. Com isso, aos 39 minutos, Alesson, após boa troca de passes entre Diego Tavares e Arthur Rezende, só teve o trabalho de mandar para o fundo da rede.

E o tento animou os donos da casa. Momentos depois, aos 43 minutos, Moacir acabou sendo derrubado na área por Felipe Vieira, dando a deixa para Arthur Rezende, na cobrança da infração, fazer para o Tigre e estabelecer 2 a 0 no placar.

Londrina pouco assusta na segunda etapa

Com os times voltando a campo, ambos os treinadores resolveram manter os esquemas iniciais. Sendo assim, até os 15 minutos, mesmo precisando mostrar poder ofensivo para reagir, a equipe paranaense praticamente não assustava o goleiro Georgemy.

Percebendo a pouca produtividade de seus atletas em campo, Márcio Fernandes então recuou aos seus suplentes. Em duas trocas seguidas, Gegê e Caprini entraram nos lugares de Roberto e Felipe Vieira, respectivamente.

Tubarão consegue descontar, cresce no jogo, mas sai derrotado

Após mais algumas trocas feitas, o Londrina finalmente conseguiu encontrar seu gol. Aos 26, Marcelinho, que havia entrado momentos antes no lugar de Victor Daniel, recebeu bom lançamento pela esquerda de Caprini e deixou o dele fazendo 2 a 1.

Após o gol, os visitantes ganharam um ânimo extra visando arrancar um possível empate. Sendo assim, promovendo mais algumas mudanças, Márcio aumentou seu poder de ataque, mas acabou parando no inspirado Georgemy que, por sua vez, segurou o resultado até o árbitro encerrar o duelo no OBA com direito a muita festa por parte da torcida do clube goiano nas arquibancadas.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 2x1 LONDRINA

Data e horário: 19/11/2021, às 21h30 (de Brasília)
​Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), em Goânia (GO)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (CBF-RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (CBF-RN) e Lorival Cândido das Flores (CBF-RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (CBF-RN)

Cartões Amarelos: Zeca, 9'/1ºT; Marcondes, 32'/2ºT; Matheus Bianqui, 47'/2ºT; Arthur Rezende, 49'/2ºT; Diego Tavares, 30'/2ºT; Alesson, 34'/2ºT; Márcio Fernandes, 34'/2ºT; Salatiel, 39'/2ºT

Gols: Alesson, 39'/1ºT (1-0); Arthur Rezende, 45'/2ºT (2-0); Victor Daniel, 26'/2ºT (2-1)

VILA NOVA: Georgemy; Moacir, Rafael Donato, Renato Silveira e Bruno Collaço; Dudu (Kallyl, aos 22'/2ºT), Pedro Bambu (Xandão, aos 32'/2ºT) e Arthur Rezende; Diego Tavares, Clayton (Rafael Silva, aos 34'/2ºT) e Alesson (Tiago Real, 35'/2ºT).
(Técnico: Higo Magalhães)

LONDRINA: César; Matheus Bianqui (Bídia, aos 40'/2ºT), Marcondes, Augusto e Felipe Vieira (Caprini, aos 12'/2ºT); João Paulo, Jhonny Lucas (Salatiel, aos 39'/2ºT) e Mossoró; Zeca, Victor Daniel (Marcelinho, aos 21'/2ºT) e Roberto (Gegê, aos 13'/2ºT).
(Técnico: Márcio Fernandes)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos