Vila medieval na Itália oferece até R$ 300 mil para atrair novos moradores

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
A vila de Santo Stefano di Sessanio, na Itália. (Foto: Getty Images)
A vila de Santo Stefano di Sessanio, na Itália. (Foto: Getty Images)

Com as pressões dos grandes centros urbanos, pioradas pela pandemia do novo coronavírus, mudar-se para o interior tem se tornado uma ideia cada vez mais popular. Agora, mudar-se para uma vila medieval idílica na Itália, e ainda ganhar um bom dinheiro por isso, parece fruto de um sonho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Mas é exatamente essa a proposta da prefeitura do vilarejo de Santo Stefano di Sessanio, que fica a duas horas de viagem da capital Roma, no parque nacional Gran Sasso e Monti della Laga.

Leia também

A vila, que possui apenas 115 residentes, sendo que 35% deles têm mais de 65 anos, está oferecendo compensações em dinheiro para quem quiser se mudar. E os valores chegam a mais de R$ 300 mil.

O objetivo é “impulsionar” a renovação demográfica local, segundo a prefeitura. As informações são da revista Forbes.

De saída, os escolhidos ganham uma bolsa anual de US$ 9,5 mil, durante 36 meses, cobrindo um total de cerca de US$ 28,5 mil. Mas quem quiser abrir um negócio pode ganhar até US$ 24 mil a mais, num total que soma cerca de US$ 52,5 mil, ou cerca de R$ 300 mil na cotação atual do dólar.

Para se candidatar, há um detalhe importante: é preciso ter residência na União Europeia, mais de 18 anos, e menos de 40, além de ter saído de uma cidade com mais de 2 mil habitantes.

As inscrições vão até 15 de novembro. E aí, topa encarar a aventura?

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube