Victor celebra os 112 anos do Galo e pede união neste momento de crise

Valinor Conteúdo
LANCE!


Nos 112 anos de vida do Atlético-MG, o clube teve vários ídolos, jogadores marcantes em conquistas importantes. E, o goleiro Victor, de 37 anos, há quase oito anos no alvinegro, representa uma das etapas mais vitoriosas do Galo em sua história.

O goleiro faz parte de uma era de protagonismo do time mineiro no cenário nacional e internacional: de 2012 a 2015, o Atlético-MG foi vice-campeão brasileiro duas vezes(2012 e 2015), campeão da Libertadores(2013), da Recopa Sul-Americana(2014) e da Copa do Brasil(2014), em cima do maior rival, Cruzeiro.

O arqueiro mostrou sua gratidão pelo alvinegro ao celebrar os 112 anos do clube, comemorados na quarta-feira, 25 de março.




-O Atlético me possibilitou viver as grandes conquistas da minha carreira. É um clube que eu defendo também como torcedor. Tenho muito orgulho de fazer parte da história desse clube. Vivo quase oito anos aqui. Espero vivenciar ainda muitas conquistas com essa camisa-disse.

O “Santo do Galo” comentou também sobre o momento complicado que o mundo vive, devido a pandemia de Covid-19. Para Victor, o momento é de união no futebol, com prevalência dos interesses coletivos e não individuais.

- Todo mundo é prejudicado. não só no futebol, mas o trabalhador geral. O bom senso e a paciência têm que prevalecer. A preocupação é conter a pandemia, trabalho de conscientização. Saber a importância da prevenção da higienização. E claro que a gente fica um pouco apreensivo quanto ao futuro. Mas é momento onde todo mundo tem que ceder um pouco, para que a situação não fique ruim só para um lado ou outro. Que fique o bom senso para minimizar o prejuízo das partes, quando tudo voltar ao normal- disse o camisa 1 atleticano.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também