Vice-presidente da CBF 'zomba' Palmeiras por calendário apertado: 'Quem mandou ganhar tudo?'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Elias Noveletto disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta sexta-feira, que o Palmeiras só está com um calendário apertado e difícil por culpa própria. Noveletto ainda sugeriu que os dirigentes do Verdão deveriam abrir mão de competições para ter um cronograma mais tranquilo. A fala do vice-presidente aconteceu depois do técnico Abel Ferreira criticar fortemente a sequência de jogos que ele terá neste final de temporada.

> Confira a classificação atualizada da reta final do Brasileirão 2020 e simule os resultados do seu time

- Vê se o presidente do Palmeiras, se algum dirigente abre mão... Ele não é obrigado a jogar. Ele quer ganhar! Ele pode abrir mão, não é obrigado. Mas não, precisa fazer caixa, ganhar prêmio da CBF, ganhar prêmio de quem patrocina os campeonatos - disse o vice-presidente.

- Vão pagar R$ 60 milhões para o campeão do nacional. Pagaram sei lá, R$ 90 milhões para a Copa do Brasil. A Libertadores é mais 20 milhões de dólares. Então é tudo assim. Eles não são obrigados. Quem mandou eles ganharem? Ganhem só metade, para não ter esse problema - concluiu Elias Noveletto.

O jornalista do SporTV, Rodrigo Capelo expressou sua indignação com a fala de Noveletto em seu Twitter. "Inacreditável! Depois de 16 anos na direção da federação gaúcha, hoje vice da CBF, ele é responsável pela desgraça que é o calendário. E ainda debocha", disse o repórter.

O Palmeiras, que joga uma rodada atrasada do Brasileirão contra o São Paulo nesta sexta, terá mais duas partidas do Campeonato Brasileiro antes do jogo de ida da decisão da Copa do Brasil. E entre as duas pernas da final, o Verdão estreará contra o Corinthians no Paulistão, dando início à temporada 2021 antes mesmo de encerrar a de 2020. No total, a equipe paulista fará 79 jogos nesta temporada, o máximo possível.