Vice-presidente do COB coloca meta: 'Melhorar o resultado da Rio-2016'

De olho em Tóquio: La Porta traçou objetivo para o Time Brasil (Foto: Heitor Vilela/COB)
De olho em Tóquio: La Porta traçou objetivo para o Time Brasil (Foto: Heitor Vilela/COB)


O vice-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Marco La Porta, traçou objetivos para a Olimpíada de Tóquio. O dirigente da entidade afirmou, em entrevista ao "Podcast Rumo ao Pódio", que a principal meta para o Time Brasil é superar as medalhas da Rio-2016.

– A gente tem, desde o início, batido muito nos três pilares, austeridade, transparência e meritocracia em cima do planejamento estratégico. Neste planejamento estratégico, está bem claro que um dos objetivos é melhoria nos resultados esportivos do Time Brasil nos Jogos Olímpicos. Se isso está no objetivo, tem que alcançar. É uma meta. O que você traduz a melhoria? Melhoria é ganhar mais medalhas e vai subir na posição. É visão minha, de chefe de missão e vice-presidente, nossa meta é melhorar o resultado do Rio, que seria fantástico, ganhar mais medalhas fora do que nos jogos que realizamos em casa – disse, antes de complementar.

– O que eu acho mais difícil é melhorar o número dos ouros, porque botaram o sarrafo lá em cima, sete ouros na Olimpíada do Rio. Chegar no top 10 é muito ousado, os últimos do top 10 é geralmente conquistaram 28 ou 30 medalhas. Muito difícil – disse, se referindo ao fato do país ter sido 13º na Rio 2016.

No Rio de Janeiro, o país conquistou 19 medalhas (sete ouros, seis pratas e seis bronzes). Os Jogos Olímpicos de Tóquio acontecerá entre os dias 24 de julho e 9 de agosto.

Vale lembrar da importância do dirigente. La Porta foi chefe de missão da delegação brasileira nos principais eventos do ciclo olímpico, os Jogos Sul-Americanos da Bolívia em 2018 e dos Jogos Pan-Americanos do Peru em 2019









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também