Vice de futebol do Vasco revela conversas com técnicos portugueses


O Vasco segue no mercado em busca de um novo treinador. José Luís Moreira, novo vice-presidente de futebol, não descartou a possibilidade de contratar um técnico estrangeiro. Em entrevista à Rádio Tupi nesta sexta-feira, o dirigente admitiu conversas com dois portugueses.

- Sinceramente, sim, conversei com um ou dois. Mas sem compromisso. Falei pois os conheço, prefiro não falar os nomes. Quero ver os daqui, que são muito bons, Temos material humano aqui - disse.

Ex-auxiliar de José Mourinho, o português José Morais foi um dos nomes oferecidos ao presidente Alexandre Campello desde a saída de Abel Braga.



José Luis está de quarentena após viagem para Portugal de forma preventiva. Na próxima semana ele deve ter uma reunião com Campello para tratar especialmente do substituto de Abel. Ramon Menezes é o interino neste momento.

- Não tive acesso aos dados e aos valores que posso gastar. Os treinadores têm de entender que o tempo das "vacas gordas" acabou. Se pedir 500, 600 mil, não vai para o Vasco. Temos que ter a consciência de que não é possível gastar o que gastava antes. Pés no chão. Podemos avaliar um técnico português, mas aqui no Brasil tem muita gente boa - completou o dirigente, responsável por sugerir a contratação de Jorge Jesus ao Vasco antes de o treinador fechar com o Flamengo no ano passado.

Apesar de Alexandre Campello afirmar que não queria ter um vice-presidente de futebol para que todas as decisões passassem por ele, o cenário mudou nos últimos meses. José Luis Moreira assumiu oficialmente no início desta semana.

- Me preocupo muito com o Vasco. Não é lado político. O presidente me convocou, pediu para que eu ajudasse. Não posso negar. Acima de tudo está o Vasco, não vou ajudar A, B ou C. Meu negócio é ajudar o Vasco e colocar em prática aquilo que eu aprendi e sei. Vamos juntar todos os cacos para melhorar - completou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também