Vice da CBF revela consulta por Guardiola e avalia Abel Ferreira na Seleção: 'Não seria estrangeiro'


A Seleção Brasileira está se preparando para a Copa do Mundo do Qatar, mas outro assunto que ronda a Amarelinha é a sucessão de Tite, que já avisou que não fica no cargo de técnico independentemente do resultado no Mundial. Vários nomes já apareceram como possíveis candidatos, mas um deles parece ganhar força na CBF além de Pep Guardiola: Abel Ferreira, do Palmeiras.


> Chuteira de Neymar para a Copa do Mundo 2022; veja fotos

Pelo menos foi isso que deu a entender Francisco Noveletto, vice-presidente da entidade, em entrevista para a Rádio Grenal, na manhã desta quinta-feira. Segundo o dirigente, o nome de Abel não seria considerado como um estrangeiro pelo tempo que tem no Brasil.

- (Abel Ferreira) Por ser português e estar há muito tempo no Brasil, ele não entraria como estrangeiro, é "abrasileirado". Não daria o choque de trazer um espanhol, um italiano, um argentino. Pesa muito - declarou Noveletto enquanto debatia com Argel Fucks, que também participava do programa na Rádio Grenal.

+ Veja a tabela da Copa do Mundo

O treinador gaúcho é partidário da contratação de Abel Ferreira como sucessor de Tite na Seleção, tanto pelo trabalho quanto pelos títulos conquistados. Apesar de enxergar Mano Menezes e Dorival Jr. como fortes candidatos, ele entende que o palmeirense está na frente. Noveletto corroborou com a opinião e deu a entender que nomes como Renato Gaúcho e Cuca não fazem parte dos planos da CBF.

- Há uma porta para todo mundo, mas neste momento eu vejo Mano Menezes, Dorival, Renato Gaúcho (Noveletto faz sinal reprovando), Cuca também já teve seu momento e ele reconhece isso (Noveletto faz sinal reprovando), mas neste momento o Mano tem uma condição melhor do que Renato e Cuca, agora o Dorival é a cara da CBF - comentou Argel.

- Uma bola da vez - disse Noveletto sobre Dorival.

- (Dorival) É a bola da vez, digamos assim, mas na minha opinião eu levaria o Abel Ferreira e a sua comissão técnica - completou Argel.

- Fecho contigo - corroborou Noveletto.

Em determinado momento da conversa, Francisco Noveletto chega a citar o salário da comissão técnica de Abel Ferreira no Palmeiras, que, segundo ele, é na casa dos R$ 2,8 milhões informação que o LANCE! confirma em conversas com fontes nos bastidores do clube.

Manchester City x Copenhague - Pep Guardiola
Manchester City x Copenhague - Pep Guardiola

Guardiola é um sonho da CBF (Foto: LINDSEY PARNABY / AFP)

TENTATIVA POR GUARDIOLA

Em meio às especulações sobre o próximo técnico da Seleção Brasileira após a saída de Tite, a CBF chegou a procurar Pep Guardiola, do Manchester City, há cerca de três anos para um projeto de assumir a Amarelinha depois da Copa do Mundo do Qatar. No entanto, as conversas travaram com a sinalização dos salários.

Foi o que contou Francisco Noveletto. Ele não revelou quem teria sido o vice-presidente que intermediou a procurar pelo treinador, que seria o grande sonho da entidade para ocupar esse cargo:

- Há três anos, um colega meu que foi vice-presidente na CBF, da Seleção, chegou a ter um contato com o Guardiola, a resposta do empresário foi "Tudo bem, quem não gostaria de treinar a Seleção Brasileira? Ele aceita, mas ganha 24 milhões de euros aqui". A pessoa que foi atrás dessa informação, na possibilidade o Tite sair, quase enfartou, fez uma continha, dois milhões de euros por mês e viria por mais, porque teria que dar um "plus" para ele sair de lá.

TITE PODERIA FICAR?

Apesar da indefinição sobre o sucessor de Tite e de negar que a CBF esteja tratando disso em meio a uma Copa do Mundo, Francisco Noveletto não descarta tentar manter o atual treinador no cargo em caso de conquistar o hexacampeonato no Qatar. Segundo o dirigente, seria esse o seu desejo pessoal para a Seleção. Ele também descartou, por ora, a informação da contratação de Mano Menezes.

- Foi o que eu disse nessa situação de que já estava contratado o Mano Menezes, eu disse que jamais a CBF iria se envolver em um momento como esse, arrumar tumulto, porque realmente o Tite falou em que coletiva que, ganhando ou não a Copa, encerraria o ciclo na Seleção. Agora, duvido que se ele ganhar a Copa, ele saia ou nós o deixamos sair. Já estou preparado com um laço para laçar ele e não soltar. Isso (Mano Menezes) não partiu da CBF, para deixar bem claro, CBF está muito focada na Copa - garantiu o cartola gaúcho.

FOCO NA COPA DO MUNDO

Enquanto esse tema ronda os bastidores da CBF e boa parte do noticiário, a Seleção Brasileira segue treinando em Turim-ITA, onde faz sua preparação para a Copa do Mundo no CT da Juventus. Neste sábado, a delegação embarca em voo fretado para o Qatar. A estreia do Brasil será no dia 24, diante da Sérvia, às 16h (de Brasília).