Vice-campeã Croácia fica no zero com o Marrocos

DOHA (CATAR), 23/11/2022 - COPA DO MUNDO / MARROCOS VS CROACIA - Modric em disputa aérea com o marroquino Ziyech na partida entre Marrocos vs Croacia, pela primeira fase da Copa do Mundo Qatar / Fifa, realizada no Al Bayt Stadium, em Doha, nesta quarta-feira (23). Foto de Alexandre Brum / Ag. Enquadrar (Foto: Alexandre Brum/Agência Enquadrar/Folhapress)
DOHA (CATAR), 23/11/2022 - COPA DO MUNDO / MARROCOS VS CROACIA - Modric em disputa aérea com o marroquino Ziyech na partida entre Marrocos vs Croacia, pela primeira fase da Copa do Mundo Qatar / Fifa, realizada no Al Bayt Stadium, em Doha, nesta quarta-feira (23). Foto de Alexandre Brum / Ag. Enquadrar (Foto: Alexandre Brum/Agência Enquadrar/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Croácia e Marrocos empataram em 0x0 pelo primeiro jogo do grupo F da Copa do Mundo de 2022, no Estádio Al Bayt, em Al Khor, no Qatar.

O jogo começou amarrado e continuou assim até o apito final: os times fizeram uma partida sem brilho em sua estreia na Copa.

A atual vice-campeã parou na forte defesa marroquina, que rebateu os 18 cruzamentos croatas e tentou encontrar um chance no erro do adversário.

Mas o time africano não ficou totalmente recuado, até tentava sair para marcar em linha mais alta, procurando um passe errado dos adversários para o veloz Boufal aproveitar em contra-ataque, ou mesmo arriscava armar algo através do meia Ziyech.

Quando a bola estava em seus pés, no entanto, os marroquinos pareciam não saber bem o que fazer. Não que os croatas estivessem em dia inspirado: o meio de campo composto por Modric, Brozovic e Kovacic trocou passes inofensivos durante a maior parte do jogo.

A equipe europeia foi paciente e conseguiu construir a grande chance do jogo no final do primeiro tempo: após cruzamento de Sosa, a bola caiu nos pés de Vlasic, que deu só um toque, já na pequena área. O goleiro Bounou fez grande defesa, que manteve o placar zerado.

O segundo tempo seguiu na mesma toada. Marrocos encontrou uma chance após bola rebatida na zaga croata, mas sem ângulo, o que facilitou a defesa de Livakovic . O compilado de melhores momentos parou aos 64 minutos de jogo, numa cobrança venenosa de Hakimi, promissor lateral do PSG.

Pelo lado direito, era ele quem tentava aprofundar jogadas e encontrar cruzamentos.

Nenhum dos dois times marcou com grande pressão: ambos deixaram os zagueiros adversários livres para tocar a bola na defesa, e passavam a apertar somente quando a bola chegava a um dos meias. De tanto tocar, a Croácia encontrava um cenário fechado quando se aproximava da área.

Assim, o que restou foi arriscar cruzamentos na tentativa de encontrar o alto centroavante Kramaric para um pivô ou cabeceio.

O problema não é necessariamente ligado à falta de técnica, especialmente no caso dos croatas. Eles já mostraram do que são capazes em 2018.

Marrocos também conta com bons jogadores que figuram em grandes times europeus, como os já citados Ziyech (Chelsea), Hakimi (PSG) e Mazraoui (Bayern de Munique), além de coadjuvantes como Boufal (Angers), Sofyan Amrabat (Fiorentina) e En-Nesyri (Sevilla).

MARROCOS

Bono; Hakimi, Aguerd, Saiss e Mazraqui (Attiat-Allah); Amrabat, Ounahi (Sabiri) e Amallah; Ziyech, Boufal (Ezzalzouli) e En-Nesyr (Hamdallah). T.: Walid Regragui

CROÁCIA

Livakovic; Juranovic, Lovren, Gvardiol e Sosa; Brozovic, Kovacic (Majer) e Modric; Vlasic (Pasalic), Perisic (Orsic) e Kramaric (Livaja). T.: Zlatko Dalic

Estádio: Estádio Al Bayt, em Al Khor (QAT)

Árbitro: Fernando Andrés Rapallini (ARG)

Assistentes: Diego Bonfa (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG)

Cartões amarelos: Arrabat (MAR)