Viñales puxa 1-2 da Yamaha com Quartararo no TL2 em Misano. Márquez é terceiro

JULIANA TESSER
Grande Prêmio

A força demonstrada pela Yamaha no teste realizado há algumas semanas em Misano não desapareceu com o vento. Depois de Fabio Quartararo liderar o treino da manhã, foi a vez de Maverick Viñales dar as cartas na atividade vespertina desta sexta-feira (13).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Sempre forte, Marc Márquez liderou a maior parte do terceiro treino livre, mas viu os tempos caírem nos minutos finais da sessão e não conseguiu destronar as YZR-M1. Com 1min32s775, Viñales assegurou a ponta da tabela, com Quartararo aparecendo 0s057 mais lento para ficar com o segundo posto. O líder do Mundial, então, acabou em terceiro.

Maverick Viñales (Foto: Yamaha)

Com 1min33s470, Valentino Rossi ficou com o quarto melhor tempo, com Franco Morbidelli aparecendo para colocar as quatro Yamaha num intervalo de 0s749.

Mais 0s100 atrás, Pol Espargaró ficou com o sexto posto, seguido por Danilo Petrucci, Andrea Dovizioso e Álex Rins. Cal Crutchlow fecha um top-10 separado por 1s132.

Com 1min34s139, Jorge Lorenzo ficou com o 17º tempo, 1s364 mais lento que o líder das atividades.

O GP de San Marino e da Riviera de Rimini de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Saiba como foi o treino livre 2 da MotoGP em Misano:

Com o sol reinando soberano na região de Emília Romagna, as temperaturas só fizeram subir nesta sexta-feira. Quando a MotoGP voltou para a pista, os termômetros mediam 26°C, com o asfalto chegando a 40°C. A velocidade do vento era de 11 km/h.

Com 1min34s930, Viñales foi o primeiro a aparecer no topo da tabela nesta tarde, mas logo deu lugar a Márquez e sua volta de 1min33s523. 0s833 mais lento que o #93, Pol Espargaró tinha o segundo tempo, mas foi superado logo por um Valentino Rossi 0s128 melhor.

Viñales, então, recuperou o segundo posto, reduzindo para 0s427 a margem de Márquez no topo da tabela. Ao contrário do piloto da Honda, que usava um pneu duro na frente e um macio atrás, o #12 tinha um par de médios.

Rossi também melhorou e tomou o terceiro posto, mas foi superado por um Rins 0s048 mais rápido quase que imediatamente. Quartararo apareceu na sequência para também deixar o #46 atrás.

Em sua quinta volta, Márquez baixou para 1min33s171, ampliando seu respiro na ponta para 0s465 em relação a Viñales. Quartararo vinha agora em terceiro, seguido por Rins, Rossi, Pol Espargaró, Andrea Dovizioso, Joan Mir, Cal Crutchlow e Takaaki Nakagami.

Na sequência, Franco Morbidelli, também com um par de médios, foi a 1min33s952 e subiu para a quarta colocação, 0s781 mais lento que Marc. Pouco depois, Rins passou o #21 por 0s078.

Um pouco mais tarde, Dovizioso foi a 1min34s191 e assumiu a oitava colocação, 1s020 mais lento do que Márquez. Depois, Andrea foi a 1min34s117 e assumiu o sexto posto, 0s003 melhor que Rossi, que caiu para sétimo.


Antes de parar nos boxes, Morbidelli foi a 1min33s873 e assumiu o quarto posto, apenas 0s096 mais lento que o companheiro de SIC, que ocupava a terceira posição.

 

Quando os pilotos partiram para a última rodada de pit-stops, Márquez liderava com Viñales, Quartararo, Morbidelli, Rins, Dovizioso, Rossi, Pol Espargaró, Nakagami e Mir completando o top-10. Lorenzo vinha em 20º, 1s866 atrás do companheiro de Honda. 


De volta à pista com um par de pneus macios novos, Rossi foi a 1min33s470 e assumiu o segundo posto, 0s299 atrás de Márquez. Na sequência, Viñales passou Márquez por 0s396 para pegar a ponta. Quartararo, então, assumiu o segundo posto.

 

As Ducati também apresentaram melhora, com Petrucci subindo para a quinta colocação, 0s098 melhor que Dovizioso, o sexto. Pouco depois, Pirro tomou o quinto posto, mas acabou superado de imediato por Morbidelli. 

 

Pol Espargaró seguiu o embalo e saltou para a frente de Petrucci, se acomodando no sexto posto, 0s849 mais lento que Maverick. 

 

Com o cronômetro zerado, Quartararo reduziu a vantagem de Viñales para 0s057, mas manteve o segundo posto, à frente de Márquez, Rossi e Morbidelli.


MotoGP 2019, GP de San Marino e da Riviera de Rimini, Misano, Treino livre 1:

1

M VIÑALES

Yamaha

1:32.775

 

2

F QUARTARARO

SIC Yamaha

1:32.832

+0.057

3

M MÁRQUEZ

Honda

1:33.171

+0.396

4

V ROSSI

Yamaha

1:33.470

+0.695

5

F MORBIDELLI

SIC Yamaha

1:33.524

+0.749

6

P ESPARGARÓ

KTM

1:33.624

+0.849

7

D PETRUCCI

Ducati

1:33.728

+0.953

8

A DOVIZIOSO

Ducati

1:33.826

+1.051

9

A RINS

Suzuki

1:33.874

+1.099

10

C CRUTCHLOW

LCR Honda

1:33.907

+1.132

11

A ESPARGARÓ

Aprilia Gresini

1:33.950

+1.175

12

J ZARCO

KTM

1:33.956

+1.181

13

T NAKAGAMI

LCR Honda

1:33.998

+1.223

14

F BAGNAIA

Pramac Ducati

1:34.003

+1.228

15

M PIRRO

Ducati

1:34.062

+1.287

16

J MILLER

Pramac Ducati

1:34.070

+1.295

17

J LORENZO

Honda

1:34.139

+1.364

18

T RABAT

Avintia Ducati

1:34.206

+1.431

19

J MIR

Suzuki

1:34.229

+1.454

20

M OLIVEIRA

Tech3 KTM

1:34.362

+1.587

21

A IANNONE

Aprilia Gresini

1:34.381

+1.606

22

K ABRAHAM

Avintia Ducati

1:34.843

+2.068

23

H SYAHRIN

Tech3 KTM

1:34.935

+2.160

 

 

 

 

 

MV

A DOVIZIOSO

Ducati

1:32.678

164.1  km/h

REC

J LORENZO

Ducati

1:31.629

166.0 km/h

 

 

 

 

 

 

Condições do tempo

PISTA SECA

 

ar: 26ºC | pista: 41ºC


Previsão do tempo para Rimini
GP de San Marino Rimini


 

Apoie o GRANDE PRÊMIO : garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.


Leia também