Viñales: "Nosso problema não é o Mundial, mas que estamos muito longe"

Oriol Puigdemont
·3 minuto de leitura

Maverick Viñales, que terminou em 13º em no GP da Europa da MotoGP depois de largar dos boxes, considera que o Mundial já está perdido e pede à Yamaha uma reação à moto do ano que vem. Foi a primeira vez que Viñales foi forçado a largar dos boxes depois de utilizar o sexto motor no ano, e a experiência não correu muito bem.

O piloto espanhol terminou em penúltimo, 25 segundos atrás de Joan Mir, que venceu a prova. Viñales só esteve à frente de Fabio Quartararo, que caiu na primeira volta da corrida para encerrar um desastroso final de semana para a Yamaha. O melhor colocado da equipe foi Franco Morbidelli, que terminou em 11º, 17 segundos atrás do vencedor, enquanto Valentino Rossi foi forçado a abandonar na quinta volta, depois que sua M1 parou.

Leia também:

Rossi sobre abandono em Valência: "Quando a moto parou, comecei a rir" Mir comemora primeira vitória na MotoGP: "Foi difícil, mas valeu a pena” MotoGP: Confira tabela e os resultados que Mir precisa para ser campeão

"Nas primeiras dez voltas, fui muito lento", admitiu Viñales.

Por todas essas razões, Viñales não pôde deixar de implorar aos engenheiros da Yamaha por uma reação no design do protótipo do ano que vem.

Algumas mudanças, sim, condicionadas pelos regulamentos que deixam muito claro que o motor não pode ser tocado, e esse é precisamente um dos elementos que põe Viñales e companhia de pernas para o ar.

O catalão agora está em quarto lugar na tabela geral, 41 pontos atrás do líder (Mir) e quatro atrás de Quartararo e Rins, que estão empatados. Para o piloto da moto #12, o título é uma utopia porque para pegá-lo teria que haver uma enorme reviravolta que afetará os três rivais que tem à frente.

“Mir tem que cometer um erro e nós ganharmos uma corrida e terminarmos em segundo na outra. Nosso problema não é o Mundial, mas que estamos muito longe", disse Viñales quando questionado sobre suas chances ainda reais de ganhar o campeonato.

“A moto não dá mais de si. Eu não quero dizer nada mal dito. O objetivo é ser a melhor Yamaha. Esta temporada a Suzuki está muito bem e estamos perdendo o Mundial”, resumiu o espanhol, que mais uma vez teve dificuldades em um circuito sem aderência devido à chuva que caiu durante grande parte do final de semana.

“Não sei o que vai acontecer com a moto de 2021, não temos mais informações por parte da Yamaha. Tem que encontrar algo para fazer os pneus funcionarem. Não sei se trabalhar com as suspensões ou o quê. Mas quando não há aderência, vamos muito lentos”, concluiu Viñales.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Incomodado, Hamilton fala tudo o que pensa sobre Bottas

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.