Vettel lamenta não ter conquistado objetivos na Ferrari: “Já não é a grande história de amor”

Redação Motorsport.com
·3 minuto de leitura

De saída da Ferrari ao final de 2020, Sebastian Vettel conquistou seu primeiro e único pódio até aqui neste ano no último final de semana. A terceira colocação no GP da Turquia foi um alívio para o piloto alemão, que pontuou em apenas sete das 14 corridas do campeonato.

Tetracampeão de F1 com a Red Bull entre 2010 e 2013, Vettel chegou à Ferrari em 2015 e desde então não conseguiu 'retornar ao topo' da categoria. Em declarações ao jornal italiano Corriere dello Sport, o alemão acredita que a Ferrari terá saudades. "Acho que eles vão sentir mais minha falta", afirmou Vettel, que conquistou 14 das suas 53 vitórias na F1 com a escuderia de Maranello.

O editor recomenda:

Massa coloca Hamilton no mesmo nível de Schumacher: "Demonstrou capacidade já no primeiro ano na F1" McLaren: Ferrari pode lutar pelo terceiro lugar de construtores da F1 F1: Veja o que está em jogo no 'duelo' Hulk vs Pérez pela vaga na Red Bull em 2021

Décimo terceiro colocado na classificação do campeonato em 2020 com apenas 33 pontos - comparados aos 240 conquistados no ano passado -, Vettel também falou da temporada complicada com a Ferrari, mas ponderou que “não irá apontar dedos”.

“Este ano é um ano difícil para mim, no qual também tenho dúvidas. A situação também não é das mais fáceis: o contrato está a ponto de expirar, a relação entre a equipe e eu está um pouco congelada, sim, já não é a grande história de amor”, disse Vettel ao alemão Die Zeit.

“No entanto, minhas próprias expectativas continuam muito altas. Se as coisas não estão indo bem, primeiro vejo o que poderia ter feito melhor antes de apontar o dedo aos outros", seguiu 'Seb'.

Desde que chegou à Ferrari, a Mercedes tem sido a principal concorrente de Vettel, fato que o alemão também lamentou. "Minha jornada com a Ferrari está chegando ao fim. Durante o tempo que passamos juntos, perdemos nossos objetivos, estamos decepcionados. Não é que a Mercedes domine as corridas porque têm sorte. Como equipe, não conseguimos acompanhar o ritmo deles”, afirmou.

Vettel também trava uma disputa dentro das pistas com Charles Leclerc desde 2019. Leclerc superou Vettel na classificação do ano passado por 14 pontos e é o piloto destaque da escuderia em 2020, tirando um bom desempenho do carro limitado da Ferrari.

O tetracampeão mundial, no entanto, acredita que não há clima ruim. "Você pode se dar bem comigo. Ele e eu estamos em um ponto diferente em nossas carreiras. Tenho mais experiência, sou mais velho e já vi muito. Ainda há muitas coisas novas para ele. Talvez ele tivesse se saído melhor aqui e ali, mas a conclusão é que não me importo de sofrer as consequências”, completou Vettel.

Entenda o jogo político nos bastidores do 'duelo' Hulk vs Pérez pela vaga na Red Bull

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

Your browser does not support the audio element.

.