Verstappen vence última corrida do ano em Abu Dhabi; Leclerc é vice-campeão

O piloto holandês Max Verstappen (Red Bull), bicampeão do mundo, encerrou uma temporada da Fórmula 1 que dominou amplamente com mais uma vitória neste domingo, no Grande Prêmio de Abu Dhabi, última corrida do ano, chegando à frente do monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que garantiu o vice-campeonato.

Verstappen conquistou o recorde de 15 vitórias em 2022, mas a Red Bull não conseguiu a primeira dobradinha de sua história no campeonato de pilotos, com o mexicano Sergio Pérez terminando três pontos atrás de Leclerc.

Após as últimas 58 voltas do ano e cerca de 306 quilômetros no circuito de Yas Marina, a F1 entrou de férias e um de seus grandes campeões, Sebastian Vettel, com quatro títulos consecutivos (2010-2013), se despediu da categoria chegando na décima posição.

- Pior temporada para Hamilton -

"Incrível vencer novamente aqui (terceira vez consecutiva), a 15ª vitória da temporada", sorriu Verstappen, que em Abu Dhabi conseguiu a 35ª vitória da carreira. "Foi muito bom conseguir um ano como este, sei que vai ser difícil repetir, mas é uma boa motivação tentar fazer o mesmo no ano que vem".

Para os demais pilotos, o período de férias terá que ser de estudos para melhorar o desempenho até o dia 5 de março de 2023, quando começa no Bahrein uma temporada com 24 corridas, um recorde.

"Eu realmente espero que no ano que vem possamos dar um passo à frente para lutar pelo título, vamos trabalhar duro durante as férias", prometeu Leclerc.

A Ferrari também conseguiu o segundo lugar no campeonato de construtores, à frente da Mercedes, mas os problemas são muito reais para a escuderia italiana, que começou o ano pensando em título.

Atrás, a Mercedes, após sua primeira vitória no ano na semana passada no Brasil, termina o campeonato com sabor amargo. Forçado a abandonar a prova em Abu Dhabi com um problema mecânico, o heptacampeão Lewis Hamilton viveu em 2022 sua primeira temporada sem vitórias e poles desde que estreou na F1, em 2007.

O certo é que a equipe alemã terá que se reinventar. Mas Hamilton, de 37 anos, também sofreu uma derrota pessoal para seu jovem companheiro de equipe.

George Russell, de 24 anos, conseguiu a façanha de superar o heptacampeão em sua primeira temporada pilotando uma das 'flechas de Prata': com uma pole position e uma vitória, ele terminou em quarto no campeonato de pilotos, enquanto Hamilton, em sexto, teve o seu pior resultado em 16 temporadas.

Entre as equipes, a Alpine conseguiu o quarto lugar em sua disputa particular com a McLaren, que terminou em quinto.

- Até a próxima -

No ano que vem a F1 ficará sem um grande nome. O alemão Sebastian Vettel deixa a categoria aos 35 anos com quatro títulos, conquistados entre 2010 e 2013 com a Red Bull, para se dedicar à família e às pautas fora das pistas (ecologia, defesa da diversidade).

Seu jovem compatriota Mick Schumacher perde sua vaga na Haas, após duas temporadas pouco convincentes. Se ele quiser se agarrar a uma esperança de retorno, pode começar a pensar em substituir o canadense Nicholas Latifi na Williams, que também se despediu hoje.

Latifi, 27 anos, três temporadas, nenhum pódio e muitos erros, deixou a F1 por falta de resultados - como sua última colocação em Abu Dhabi.

Seu acidente neste circuito em 2021 causou a entrada do safety car, que mudou o rumo da corrida e ofereceu a vitória e título mundial a Verstappen contra Hamilton, em meio a decisões polêmicas da direção de prova.

O australiano Daniel Ricciardo (McLaren), nono em Abu Dhabi, também não tem equipe para 2023, mas pode ser o piloto reserva da Red Bull.

Por fim, o espanhol Fernando Alonso, de 41 anos, se despede da Alpine rumo à Aston Martin. Ele terminou o ano em nono, atrás de seu companheiro de equipe, o francês Esteban Ocon.

Alonso será substituído na equipe francesa por Pierre Gasly, que deixa a AlphaTauri com um discreto 14º lugar do mundial.

-- Classificação do Grande Prêmio de Abu Dhabi:

1.Max Verstappen (HOL/Red Bull) 1h27:45.914

2.Charles Leclerc (MON/Ferrari) +8.771

3.Sergio Pérez (MEX/Red Bull) +10.093

4.Carlos Sainz (ESP/Ferrari) +24.892

5.George Russell (GBR/Mercedes) +35.888

6.Lando Norris (GBR/McLaren) +56.234

7.Esteban Ocon (FRA/Alpine) +57.240

8.Lance Stroll (CAN/Aston Martin) +1:16.931

9.Daniel Ricciardo (AUS/McLaren) +1:23.268

10.Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin) +1:23.898

11.Yuki Tsunoda (JPN/AlphaTauri) +1:29.371

12.Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo) +1 volta

13.Alexander Albon (TAI/Williams) +1 volta

14.Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) +1 volta

15.Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) +1 volta

16.Mick Schumacher (ALE/Haas) +1 volta

17.Kevin Magnussen (DIN/Haas) à 1 tour

18.Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) +3 voltas

19.Nicholas Latifi (CAN/Williams) +3 voltas

Melhor volta da corrida: Lando Norris (GBR/McLaren) 1:28.391 na 44ª volta

Abandonos:

Fernando Alonso (ESP/Alpine): problema mecânico na 28ª volta

Lewis Hamilton (GBR/Mercedes): problema mecânico na 56ª volta (classificado)

Nicholas Latifi (CAN/Williams): problema mecânico na 56ª volta (classificado)

-- Classificação do Mundial de Formula 1:

.Campeonato de pilotos:

1. Max Verstappen (HOL) 454 pts CAMPEÃO

2. Charles Leclerc (MON) 308

3. Sergio Pérez (MEX) 305

4. George Russell (GBR) 275

5. Carlos Sainz (ESP) 246

6. Lewis Hamilton (GBR) 240

7. Lando Norris (GBR) 122

8. Esteban Ocon (FRA) 92

9. Fernando Alonso (ESP) 81

10. Valtteri Bottas (FIN) 49

11. Daniel Ricciardo (AUS) 37

12. Sebastian Vettel (ALE) 37

13. Kevin Magnussen (DIN) 25

14. Pierre Gasly (FRA) 23

15. Lance Stroll (CAN) 18

16. Mick Schumacher (ALE) 12

17. Yuki Tsunoda (JPN) 12

18. Zhou Guanyu (CHN) 6

19. Alexander Albon (TAI) 4

20. Nicholas Latifi (CAN) 2

21. Nyck de Vries (HOL) 2

22. Nico Hülkenberg (ALE) 0

.Campeonato de construtores:

1. Red Bull 759 pts CAMPEÃ

2. Ferrari 554

3. Mercedes 515

4. Alpine 173

5. McLaren 159

6. Alfa Romeo 55

7. Aston Martin 55

8. Haas 37

9. AlphaTauri 35

10. Williams 8

ole/fbx/dam/rsc/cb