Verstappen vê ultrapassagens mais desafiadoras e divertidas em 2017

Recordista de ultrapassagens em 2016, logo em seu primeiro ano na Fórmula 1, o belga Max Verstappen, da Red Bull, acredita que o fundamento está mais divertido na atual temporada por ter um grau maior de dificuldade.

“É mais difícil que ano passado, mas definitivamente não é tão ruim. Se você está com pneus novos, você ainda tem uma ou duas voltas para realmente brigar pelas posições. Na China a maioria das ultrapassagens foi feita sem o DRS, o que te dá muito mais diversão”, afirmou o piloto segundo o site Autosport.

O DRS é o “sistema de redução de arrasto”, que consiste em abrir a asa traseira para conseguir mais velocidade nas retas. Com a mudança no regulamento de aerodinâmica, os carros da F1 ganharam mais aderência nas curvas e mais velocidade, aumentando a dificuldade nas ultrapassagens.

“Na curva 6 na China é legal ultrapassar, especialmente quando você está um tanto atrasado na freada. E mesmo se você entrar ainda mais atrasado, ainda é bom”, acrescentou o piloto de 19 anos.

A mudança com a chegada do novo regulamento é visível nas ultrapassagens, mesmo com apenas três corridas disputadas. De acordo com pesquisa do mesmo portal, em 2016, 26 ultrapassagens foram feitas no GP da Austrália, enquanto na temporada atual, apenas duas. Na China, foram 128 trocas de posição no último ano contra 31 no atual e no Bahrein, 66 contra 32.

A partir desta quinta-feira, os pilotos começam os treinos para a quarta corrida do ano, na Rússia. Com duas vitórias, Sebastian Vettel (Ferrari) lidera o ranking de pilotos com 68 pontos, sete a mais que Lewis Hamilton (Mercedes).