Verstappen se recupera, passa Leclerc e vence sprint em Ímola

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
**Arquivo**SÃO PAULO, SP, 17-11-2019:  Piloto Max Verstappen chega no paddock de Interlagos - GP Brasil (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
**Arquivo**SÃO PAULO, SP, 17-11-2019: Piloto Max Verstappen chega no paddock de Interlagos - GP Brasil (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Max Verstappen largou mal, foi ultrapassado por Charles Leclerc antes da primeira curva, mas se recuperou nas últimas voltas para vencer o sprint do GP da Emilia-Romagna de Fórmula 1, em Ímola, na Itália.

O holandês da Red Bull já havia sido o mais rápido no treino classificatório de sexta (22) e, neste sábado (23), confirmou a primeira posição no grid para a corrida de domingo (24), com largada às 10h (de Brasília).

Leclerc larga em segundo, seguido pela outra Red Bull, de Sergio Pérez, que fez grande prova no sprint e ganhou quatro posições ao longo da minicorrida.

Esta foi a primeira corrida sprint de três que serão realizadas ao longo da temporada 2022. Os oito primeiros colocados de cada sprint somam pontos no Mundial de pilotos. O vencedor leva oito pontos, com sete pontos para o segundo colocado e assim por diante até o oitavo, que ganha um ponto.

Com o resultado em Ímola, Leclerc segue na liderança do Mundial, com 78 pontos. Carlos Sainz, da Ferrari, agora é o vice-líder, com 38, enquanto Verstappen ultrapassou Lewis Hamilton, da Mercedes, e ocupa a quinta colocação, com 33 pontos, contra 28 do britânico.

LARGADA

Leclerc largou muito bem e passou Verstappen antes da primeira curva. Ainda na primeira volta, Zhou e Gasly se chocaram, e o chinês acabou fora da prova, enquanto o francês precisou ir para o boxe trocar o bico e as rodas. O safety car foi para a pista.

Na retomada da corrida, no final da quarta volta, Leclerc conseguiu segurar a pressão de Verstappen e, aos poucos, foi abrindo vantagem em relação ao holandês da Red Bull.

SAINZ SE RECUPERA

Um dos destaques do sprint foi Carlos Sainz. O espanhol da Ferrari largou apenas em 10º após bater no treino classificatório, na sexta, mas foi bem no sprint e largará em quarto no domingo.

Lewis Hamilton largou apenas na 13ª posição e sofreu na parte de trás do grid ao longo do sprint. O britânico da Mercedes chegou a cair para 15º e ainda ganhou uma posição para fechar em 14º.

Verstappen foi se aproximando de Leclerc conforme a corrida ia terminando. Ele abriu a asa móvel faltando menos de três voltas para o final, mas não conseguiu ultrapassar logo de cara. Mas, na volta seguinte, aí sim, tomou a ponta.

Leclerc tentou dar o troco faltando duas voltas, mas viu o holandês abrir vantagem e cruzar a linha de chegada em primeiro.

1. Max Verstappen (Red Bull)

2. Charles Leclerc (Ferrari)

3. Sergio Pérez (Red Bull)

4. Carlos Sainz (Ferrari)

5. Lando Norris (McLaren)

6. Daniel Ricciardo (McLaren)

7. Valtteri Bottas (Alfa Romeo)

8. Kevin Magnussen (Haas)

9. Fernando Alonso (Alpine)

10. Mick Schumacher (Haas)

11. George Russell (Mercedes)

12. Yuki Tsunoda (AlphaTauri)

13. Sebastian Vettel (Aston Martin)

14. Lewis Hamilton (Mercedes)

15. Lance Stroll (Aston Martin)

16. Esteban Ocon (Alpine)

17. Pierre Gasly (AlphaTauri)

18. Alexander Albon (Williams)

19. Nicholas Latifi (Williams)

20. Guanyu Zhou (Alfa Romeo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos