Verstappen diz que seria “perda de tempo” Alonso voltar à F1 sem carro competitivo

Redação GP

Max Verstappen avaliou que Fernando Alonso só deve voltar à Fórmula 1 “nas condições certas”. O piloto da Red Bull entende que seria “perda de tempo” retornar sem um carro capaz de vencer. 

Alonso deixou a F1 no fim de 2018 e, desde então, conquistou um título do Mundial de Endurance na categoria LMP1, uma segunda vitória nas 24 Horas de Le Mans, além de ter tido uma tentativa frustrada de participar pela segunda vez das 500 Milhas de Indianápolis. No momento, Fernando se prepara para estrear no Rali Dakar.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Apesar da agenda movimentada, Alonso segue de olho na Fórmula 1, especialmente por conta na mudança de regulamento que pode alterar a ordem de forças da F1.

Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)


Paddockast # 44

RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM






Verstappen afirmou que “absolutamente” acolheria Alonso de volta à F1, mas defendeu que o asturiano só deveria retornar “nas condições certas”.

 

“Ele é um grande piloto e seria bom vê-lo se ele pudesse voltas, mas só em um carro competitivo”, defendeu. “Do contrário, acho que é só uma perda de tempo para ele. Mas acho que ele mesmo sabe disso”, sublinhou.

 

Alonso venceu na Fórmula 1 pela última vez em 2013 e deixou o Mundial após quatro temporadas decepcionantes com a McLaren. 

 

Para 2021, são muitas as vagas abertas, já que pilotos como Verstappen, Lewis Hamilton, Valtteri Bottas e Sebastian Vettel ainda não têm contrato.

 

“Foi interessante ver no passado, com pilotos querendo voltar, como Michael [Schumacher], e é uma coisa que você fez a vida inteira”, avaliou Hamilton. “Não falei com Fernando, então não sei como ele se sente ou o quanto sente falta, mas não acho que seria ruim para o esporte”, comentou.

 

“No fim, têm muitos jovens chegando e só 20 vagas, então ele também teve seu tempo lá, mas, se não tiver nenhum jovem subindo, então definitivamente tem espaço”, ponderou. “Alguns que estão aqui poderiam ser substituídos, então eu acharia bem-vindo”, concluiu.

 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.







Leia também