Verstappen aproveita erro de Hamilton e vence o GP de Emilia Romagna

LUCIANO TRINDADE
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Numa corrida em que Lewis Hamilton errou e precisou fazer uma prova de recuperação, Max Verstappen, da Red Bull, venceu o GP de Emilia Romagna neste domingo (18), em Ímola, na Itália. O holandês assumiu a primeira posição logo na primeira volta e não teve mais sua posição ameaçada até a linha de chegada, beneficiado pelo vacilo de Lewis Hamilton e pela paralisação da prova devido a uma bandeira vermelha. Pole position e vencedor da primeira etapa, no Bahrein, o heptacampeão chegou a cair para a nona posição, mas ainda conseguiu buscar o pódio e terminar em segundo. Lando Norris, da McLaren, completou o pódio, em terceiro. Apesar de acompanhar de perto do ritmo de Verstappen até a 32ª volta, o piloto da Mercedes errou ao tentar ultrapassar um retardatário, saiu da pista e, com o carro danificado, precisou ir aos boxes. O vacilo do heptacampeão só não o prejudicou mais porque o companheiro de equipe dele, Valteri Bottas, envolveu-se em um acidente na mesma volta, quando a corrida foi paralisada -o finlandês foi jogado para fora do circuito por George Russell, da Williams. Destroços dos dois carros se espalharam pela pista e provocaram a bandeira vermelha, o que permitiu a Hamilton concertar o carro com menor prejuízo de tempo e maior chance de se recuperar na prova. O inglês retomou a corrida em nono, mas conseguiu se recuperar e ganhar posições até voltar à briga no pelotão da frente. Na Itália, os carros da Ferrari também andaram bem e e Leclerc e Sainz chegaram em quarta e quinto colocados, respectivamente.