#Verificamos: Leonardo DiCaprio não chamou Bolsonaro e seus apoiadores de idiotas

Reprodução
Reprodução

Circula pelas redes sociais um post com uma declaração atribuída ao ator norte-americano Leonardo DiCaprio, acusado falsamente pelo presidente Jair Bolsonaro de financiar ONGs que provocariam incêndios na Amazônia. De acordo com o texto, o artista teria dito não saber quem é mais idiota: Bolsonaro ou seus apoiadores. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

Reprodução
Reprodução
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Não sei quem é mais idiota. Bolsonaro ou quem acredita nele – Leonardo DiCaprio, após ser acusado por Bolsonaro em (sic) financiar queimadas na Amazônia”

Frase atribuída ao ator Leonardo DiCaprio em post do Facebook que, até as 14h30 de 3 de dezembro de 2019, tinha 762 compartilhamentos

FALSO

A frase que circula pelas redes sociais nunca foi dita por Leonardo DiCaprio. A assessoria de imprensa da fundação criada pelo ator afirmou à Lupapor e-mail, que ele jamais fez essa afirmação. Depois de ser falsamente acusado pelo presidente Bolsonaro de financiar ONGs que estariam por trás de incêndios na Amazônia, o artista divulgou uma nota oficial em sua conta no Instagram, no sábado (30). No texto, em nenhum momento ele cita o presidente ou os seus apoiadores e concentra-se em destacar o seu apoio às pessoas que defendem o bioma. Essa foi a única manifestação pública feita por DiCaprio sobre o caso.

No post, o ator declarou o seguinte: “Nesse tempo de crise para a Amazônia, eu apoio as pessoas do Brasil que trabalham para salvar seu patrimônio natural e cultural. São um exemplo incrível, tocante e humilde de comprometimento e paixão necessários para salvar o meio ambiente. O futuro desses ecossistemas insubstituíveis está em risco e tenho orgulho de estar ao lado dos grupos que os protegem. Apesar de merecerem apoio, nós não financiamos as organizações citadas. Continuo comprometido com o apoio das comunidades indígenas, governos locais, cientistas, educadores e o público em geral que trabalha incansavelmente para proteger a Amazônia pelo futuro de todos os brasileiros”

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Leia também