Verdão terá força máxima, mas faz mistério sobre time para as quartas

O Palmeiras é favorito absoluto para encarar o Novorizontino neste domingo, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, mas faz mistério para surpreender o adversário no interior. Nesta sexta-feira, o Verdão fechou o treino para a imprensa, que não pôde nem acompanhar o aquecimento dos jogadores, e o técnico Eduardo Baptista não quis dar pistas sobre a escalação.

“O Keno e o Róger Guedes vem fazendo um bom papel. O segundo deu uma caída, e hoje está se consolidando, vai ter de continuar bem. Sempre digo que a minha escalação é definida por quem vive o melhor momento. O Hyoran entrou muito bem contra a Ponte Preta, ganhou cinco quilos de massa muscular. Ganhamos boas opções para o lugar do Guerra. Tem a volta do Michel Bastos, o Raphael Veiga… Vamos treinar. Mas a espinha dorsal vocês (jornalistas) não vão errar”, disse de forma enigmática Eduardo Baptista.

Apesar do mistério, dois jogadores têm vaga garantida no Palmeiras. Yerry Mina e Miguel Borja estavam na seleção da Colômbia para a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas e retornam ao time titular. Já o venezuelano Alejandro Guerra ficará de fora por conta de um fratura no nariz.

“Temos a volta do Mina inteiro, do Borja. Lamentamos a lesão do Guerra, era um jogador que contávamos. Tinha enorme chance de jogar, mas acontece. O Palmeiras tem elenco para suprir. Vamos com força máxima”, disse Baptista, que também não contará com o lesionado Jean e os suspensos Zé Roberto e Vitor Hugo.

Todo esse mistério tem uma justificativa, como estavam no mesmo grupo, Palmeiras e Novorizontino ainda não se enfrentaram neste Campeonato Paulista, e chegam ao mata-mata sem uma partida para se embasar. Nas fases seguintes, independente de quem avançar, a situação será diferente, já que os adversários serão oriundos de outras chaves.

“A gente estuda, observa os jogos, mas cada partida é uma história. Não ter enfrentado o adversário é ruim, porque não pudemos sentir as dificuldades no campo”, finalizou.

Leia mais:

Eduardo lembra ‘zebra’ de Sport e Timão e pede atenção ao Palmeiras

Assim, a tendência é o Palmeiras ir a campo com Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Yerry Mina e Egídio; Felipe Melo; Róger Guedes (Willian), Tchê Tchê, Dudu e Michel Bastos; Miguel Borja. Michel, porém, ficou fora da partida contra a Ponte Preta e ainda é dúvida.