Veríssimo pede calma e prega atenção aos contra-ataques da Ponte

Com a desvantagem de ter perdido o jogo de ida para a Ponte Preta por 1 a 0, em Campinas, o Santos precisará vencer por dois gols de diferença, nesta segunda-feira, às 20h (de Brasília), no Pacaembu, para avançar às semifinais do Campeonato Paulista. Apesar da necessidade de partir para cima da Macaca, o zagueiro Lucas Veríssimo quer ver o Peixe atuando sem entrar em desespero.

“Nossa equipe trabalha bastante a bola. Então esse jogo será de bastante paciência. Temos que tocar a bola procurando boas infiltrações. Só assim os gols vão surgir. Mesmo que isso não aconteça de maneira tão rápida, precisamos ter calma. Dessa forma as coisas podem dar certo e o gol sairá de forma natural”, ressaltou o defensor, que será titular no confronto decisivo desta segunda, ao lado de David Braz.

Com o empate a seu favor, a tendência é que a Ponte jogue de forma mais recuada, apostando nos contra-ataques para complicar ainda mais a situação do Peixe. Por conta disso, Veríssimo destaca a necessidade de uma atenção maior da defesa santista.

“O time deles joga bastante no contra-ataque. Precisamos prestar atenção nisso. Temos que fazer nosso jogo. O pessoal da frente vai se dedicar para marcar os gols e nós, da defesa, devemos fazer de tudo para segurar eles. Estamos focados e preparados para o duelo. Nossa equipe tem condições de reverter o placar. Buscaremos o resultado do início ao fim para sair do Pacaembu com a vitória e a classificação”, concluiu.