Venezuela garante estar otimista para o jogo contra o Brasil

·2 minuto de leitura
O atacante Salomon Rondon é uma das armas da seleção da Venezuela contra o Brasil
O atacante Salomon Rondon é uma das armas da seleção da Venezuela contra o Brasil

A seleção da Venezuela está otimista em relação à partida de sexta-feira contra o líder Brasil, em São Paulo, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Catar-2022, garantiu o meia Juan Pablo Añor em um comunicado divulgado nesta quarta-feira.

Tenho "bons pressentimentos assim como o grupo para lutar pelos três pontos", disse o meio-campista do Al-Ain da Arábia Saudita em um boletim informativo da Federação Venezuelana de Futebol.

Vencê-los "seria importante para termos uma posição melhor na tabela", acrescentou.

A 'Vinotinto', comandada pelo português José Peseiro, é a penúltima nas Eliminatórias Sul-Americanas, depois de perder por 3 a 0 para a Colômbia em Barranquilla e por 1 a 0 para o Paraguai em Mérida nas duas primeiras rodadas disputadas em outubro.

O técnico português estreou oficialmente com os reveses, que obrigam os venezuelanos a buscar pontos contra o invicto Brasil na sexta-feira no estádio do Morumbi e contra o Chile na terça-feira, dia 17, no Estádio Olímpico de Caracas.

A Seleção Brasileira, desfigurada por desfalques importantes como os de Neymar, Philippe Coutinho e o capitão Casemiro, nunca perdeu um jogo em casa nas Eliminatórias.

"Com esta nova comissão técnica, as coisas estão positivas e estamos nos adaptando, aos poucos, como grupo", disse Añor.

O zagueiro Yordan Osorio, ausente nos dois primeiros jogos, garantiu que o plantel está focado na conquista de um "resultado positivo" contra a equipe canarinha.

"Vamos passo a passo. Sabemos o que podemos dar e estamos nos preparando para isso", disse o zagueiro do Parma da Itália.

A Venezuela treinou nesta terça-feira com o grupo completo na sede do Palmeiras, em São Paulo.

Apesar dos desfalques por covid-19 do goleiro José David Contreras e do meia Christian Larotonda, a Vinotinto conta com boa parte de seu elenco principal, como o goleiro Wuilker Faríñez, os meias Tomás Rincón e Yeferson Soteldo, além dos atacantes Salomón Rondón e Fernando Aristeguieta.

Contra o Brasil, Peseiro não poderá contar com o meia Yangel Herrera por cumprir suspensão e nem com o lesionado Josef Martínez.

raa/pr/cl/aam