Vendido ao Torino, Lyanco seria inscrito por Ceni no mata-mata do Paulistão

Vendido ao Torino, da Itália, o zagueiro Lyanco esteve nesta sexta-feira (24), no CT da Barra Funda, para se despedir dos companheiros. O São Paulo receberá seis milhões de euros (cerca de R$ 20 milhões) pelos 80% dos direitos econômicos que tinha do defensor, pode ganhar mais dois milhões de euros (R$ 6,7 milhões) por metas alcançadas e ainda terá direito a 7% de lucro em cima de uma venda futura.

O jovem de 20 anos, que não participou da pré-temporada porque estava defendendo a Seleção Brasileira sub-20 na disputa do Sul-Americano da categoria, acabou ficando de fora da lista de inscritos para a primeira fase do Campeonato Paulista. O jogador, no entanto, agradava ao técnico Rogério Ceni e seria incluído na relação de atletas para o mata-mata.

Ricardo Oliveira Lyanco Santos São Paulo Copa do Brasil 28102015


(Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação)

Contra o ABC, pela Copa do Brasil, Lyanco foi titular e recebeu elogios do comandante são-paulino, que ainda tentou segurá-lo até o meio do ano no São Paulo, mas não teve uma resposta positiva por parte do clube italiano.

Revelado nas categorias de base do Botafogo, Lyanco chegou ao São Paulo em 2015, treinou por um período em Cotia e ainda no mesmo ano subiu para o time profissional. Com a camisa do Tricolor disputou 25 jogos e fez um gol.

Sem Lyanco, o elenco são-paulino conta agora com seis zagueiros: Rodrigo Caio, Maicon, Breno, Lugano, Douglas e Lucão.