Vendedor acusa Neymar por falta de pagamento de mansão

·1 min de leitura
Família de Neymar teria deixado de pagar mansão em Barueri. Foto: Aurelien Meunier - PSG/PSG via Getty Images
Família de Neymar teria deixado de pagar mansão em Barueri. Foto: Aurelien Meunier - PSG/PSG via Getty Images

Neymar está nas páginas dos noticiários pelos gols e jogadas geniais, mas também por polêmicas fora de campo. Desta vez seu nome está envolvido em uma acusação por parte de um vendedor de imóveis.

Sua família comprou uma mansão, localizada em um condomínio na cidade de Barueri, região metropolitana de São Paulo. Só que após um conflito com a administração do local, o pai do jogador teria deixado de pagar o imóvel.

Leia também:

Diante do caso, o responsável pela venda acionou a justiça para tentar resolver a situação.

“Com a presenta demanda judicial, o senhor Neymar (pai) não pagou os demais valores e não irá pagar até que a presente demanda seja resolvida”, afirmou o corretor de imóveis Marcelo Arjona.

Assim o vendedor se considera proprietário do imóvel, já que o compromisso por parte da família do craque do PSG não foi cumprido.

O pai de Neymar se defende e alega ser vítima da situação por entender que tem o direito da quebra do contrato caso sejam confirmadas irregularidades no local. Para ele Neymar comprou o imóvel pronto, sem precisar realizar nenhuma reforma e só depois foi informado de algumas anormalidades que precisariam ser corrigidas após a compra.

“O requerido (Neymar), crendo haver responsabilidade dos antigos proprietários e possuidores do imóvel (Arjona), poderá se voltar em ação autônoma contra eles”, afirmou a defesa da família do jogador.

A casa está avaliada em pouco mais de 2 milhões de reais, mas não se sabe o valor pago na compra feita pelo camisa 10 da Seleção Brasileira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos