Sem vencer na Vila, Santos quer manter hegemonia contra o Bernô no ABC

Mesmo figurando na elite do futebol paulista há alguns anos, o São Bernardo ainda tem uma história curta, afinal, foi fundado apenas em 2004. Apesar disso, o clube pode se orgulhar de um feito que poucos conseguiram: permanecer invicto contra o Santos dentro da Vila Belmiro. Em dois encontros, em 2011 e 2016, o Bernô segurou o empate em 1 a 1. Porém, a situação muda quando o duelo diante do Peixe é dentro de casa.

Isso porque o Santos saiu vitorioso nas duas vezes que visitou o São Bernardo no ABC Paulista, em 2013 e 2015. E neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no estádio Primeiro de Maio, as equipes duelam mais uma vez, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Para manter a hegemonia fora de casa, o Peixe conta com uma peça que foi fundamental na última vitória diante do Bernô. O zagueiro David Braz, que fez sua estreia na temporada no empate com o Sporting Cristal, na última quinta, pela Libertadores, foi o autor do único tento santista frente ao time do ABC no Paulistão de 2015. Sem Cleber, que sentiu uma pancada no joelho esquerdo, o camisa 24 terá a companhia de Lucas Veríssimo formando a dupla de zaga.

Agora se os santistas precisarem de alguma inspiração para baterem o São Bernardo, Neymar é o nome mais indicado. Hoje brilhando no Barcelona, o craque decidiu o duelo em 2013, marcando duas vezes e garantindo o outro triunfo de 3 a 1 do Peixe sobre o Bernô, no estádio Primeiro de Maio. O argentino Miralles fez o outro gol do alvinegro.

“Nós esperamos que no Paulista, apesar de ser um jogo fora de casa e complicado, possamos vencer e encostar nos líderes. Vocês verão uma equipe que vai brigar pelos três prontos, já que para nós só interessa a vitória. No decorrer da temporada vamos crescer muito”, ressaltou o volante Renato.

Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, a equipe comandada por Dorival Júnior está apenas na terceira colocação do grupo D do Estadual, com 10 pontos. Caso o alvinegro não vença o São Bernardo, pode ver Mirassol e Ponte Preta dispararem, deixando o Peixe em situação ainda mais complicada na chave.