Veloz, baixo e corajoso... o que o Timão sabe do Lara, maior zebra da Libertadores

Yahoo Esportes
<em>Meia Soto é um dos jogadores elogiados pelo Timão no Deportivo Lara (Divulgação/Lara)</em>
Meia Soto é um dos jogadores elogiados pelo Timão no Deportivo Lara (Divulgação/Lara)

Nenhum time causou maior surpresa na abertura da fase de grupos da Libertadores do que o Deportivo Lara, adversário do Corinthians nesta quarta-feira, na arena em Itaquera. Mas o time venezuelano, que estreou vencendo o temido Independiente, já foi bastante estudado pela comissão técnica alvinegra. Somente Mauro da Silva, olheiro do Corinthians, viu três jogos in loco do Lara, além de uma série de vídeos com outras partidas.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Eles fizeram por merecer a vitória contra o Independiente”, avalia Mauro, referindo-se ao triunfo por 1 a 0, com gol de Carlos Sierra, em Barquisimeto, na Venezuela. “Não é um time muito alto, mas que compensa isso com bastante velocidade. E marcação pressão na saída de bola do adversário”, acrescenta.

O Timão deve esperar por um adversário que joga no 5-4-1, variando para o 5-2-3-1. Três jogadores, em especial, chamaram atenção da comissão técnica corintiana: o meia Soto e os atacantes Reyes e Falcón. “O Soto arma as jogadas e procura sempre a velocidade do Reyes pela direita”, revela o olheiro.

“Já o Falcón é um atacante de área, que atua como pivô”, emenda, chamando atenção para as bolas paradas. O meia Ramírez também vai merecer uma marcação diferente, por ter qualidade. Dos jogadores citados, o único estrangeiro é Soto, que nasceu na Colômbia. Embora seja venezuelano, Falcón também passou pela Colômbia, além do Metz, da França.

Com um ponto, depois do empate em 0 a 0 com o Millonarios, na Colômbia, na primeira rodada da Libertadores, o Timão precisa da vitória para assumir a ponta do grupo G. A ponta hoje pertence ao próprio Deportivo Lara, graças ao triunfo na abertura do torneio continental.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui:

 

Leia também