Velocidade excessiva foi causa principal do acidente de Tiger Woods, diz polícia

Sharon Bernstein e Maria Caspani
·1 minuto de leitura
Carro de Tiger Woods é rebocado após acidente em Los Angeles

Por Sharon Bernstein e Maria Caspani

(Reuters) - Velocidade excessiva foi a principal causa de um acidente de carro em fevereiro envolvendo o jogador de golfe Tiger Woods, informou o Departamento do Xerife de Los Angeles, nesta quarta-feira.

Ao passar por um trecho notoriamente perigoso da estrada na comunidade de Rolling Hills Estates, em Los Angeles, o carro de Woods atingiu velocidades de 135 a 140 quilômetros por hora quando o golfista perdeu o controle, disse o capitão James Powers, do Departamento do Xerife de Los Angeles, em entrevista coletiva.

O veículo estava a 120 quilômetros por hora quando bateu em uma árvore, disse.

A chamada "caixa preta" do carro mostrou que Woods nunca pisou no freio durante o incidente, em vez disso, apertou o acelerador, indicando que ele pode ter se confundido os pedais e pisado no acelerador em vez do freio ao tentar controlar o carro, disse James.

(Por Sharon Bernstein e Maria Caspani)