Vela: Campeões mundiais decidem Sul-Americano da classe Star

·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


A decisão do título do Campeonato Sul-Americano da classe Star ficou para o último dia de regatas, que será nesta segunda-feira, às 13h, em Ilhabela , no litoral paulista. O campeão mundial Jorge Zarif e o proeiro Arthur Lopes reagiram nas provas deste domingo e entram com um ponto a menos nas finais do que o multimedalhista olímpico Robert Scheidt e Ubiratan Matos.

A entrada do descarte do pior resultado colocou a dupla Jorge Zarif e Arthur Lopes no páreo. O barco teve problemas na véspera, deixando os dois mais distantes dos líderes. Nas regatas do dia, Zarif e Lopes venceram uma e chegaram em segundo na outra. As provas foram praticamente um match race contra Robert Scheidt e Ubiratan Matos, que tiveram o mesmo resultado dos adversários.

-Vento forte, vento leste entrou com muita intensidade. Tivemos duas regatas bem disputadas. Jorginho e Arthur acabaram vencendo a primeira regata e a segunda nós ganhamos. Regatas bem apertadas, pouca distância entre os barcos. Ficou tudo para amanhã, dia final do campeonato com mais duas provas que prometem ser interessantes - analisou o velejador Robert Scheidt.

As provas deste domingo foram realizadas na Ponta das Canas com média de 20 nós de ventos devido a entrada de uma frente do litoral norte de São Paulo.

- Mais um dia de vento bem forte aqui em Ilhabela. Regatas bem pegadas, bastante gente aparecendo no contravento. A gente teve um desempenho bom, fizemos um primeiro e um segundo. Estamos na briga pelo campeonato - destacou Zarif.

Zarif foi campeão mundial em 2018, nos EUA, ao lado de Guilherme de Almeida. No mesmo ano, o atleta paulista venceu a SSL Gold Cup Finals, nas Bahamas, desta vez ao lado de Pedro Trouche. Já Scheidt tem três conquistas douradas em seu currículo na categoria. Além das duas medalhas olímpicas, o atleta venceu os mundiais de 2007, 2011 e 2012.

Resultados após 6 regatas:


1º- Robert Scheidt | Ubiratan Matos (Banco do Brasil) - 7 pontos perdidos
2º- Jorge Zarif | Arthur Lopes (Regatta) - 8 pontos perdidos
3º- Mario de Jesus | Guilherme de Almeida (Vida Bandida) - 14 pontos perdidos
4º- Pedro Lodovici | Samuel Gonçalves (Dom) - 18 pontos perdidos
5º- Admar Gonzaga | Ronald Seifert (Maricota) - 26 pontos perdidos
6º- Antonio Moreira | Arcelio Moreira (Culé) - 30 pontos perdidos
7º- Daniel De La torre (ARG) | Maurício Bueno (Enrique) - 33 pontos perdidos
8º- Robert Rittscher | Marcelo Valland (Born Free) - 33 pontos perdisos
9º- Marco Szili | Pedro Trouche (Viva la Vida) - 39 pontos perdidos
10º- Fabiano Vivacqua | Caio Gerassi (Balada) - 46 pontos perdidos

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos