Velório de Pelé deve ter caixão aberto; logística de transporte do corpo está definida

SANTOS, SP (FOLHAPRESS) - O corpo de Pelé será transportado do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para a Vila Belmiro logo no início da madrugada desta segunda-feira (2). A escolta especial ocorrerá pela rodovia Anchieta, com auxílio da Polícia Rodoviária Federal e da tropa de choque da Polícia Militar.

O translado está programado para começar às 2h (horário de Brasília), com previsão de chegada às 3h30 no estádio, em Santos. A cerimônia será aberta ao público no mesmo dia, a partir das 10h.

A distância do hospital, localizado no bairro do Morumbi, para o estádio do Santos Futebol Clube, no litoral paulista, é de 83km.

A tendência é que fãs, além de dezenas de jornalistas de todo o país e de agências internacionais de notícias acompanhem o momento.

Há pelos arredores do estádio diversos carros de emissoras estacionados desde antes da confirmação da morte do ex-jogador na última quinta-feira (29), por falência de múltiplos órgãos em decorrência da progressão de um câncer de cólon.

O corpo do Rei do Futebol foi embalsamado e mantido em área refrigerada no Einstein. O procedimento de tanatopraxia deve permitir que o caixão fique aberto em parte do velório -antes, a previsão era de que fosse lacrado.

A Ecovias, concessionária responsável pelo sistema Anchieta-Imigrantes, mantém o último posicionamento sobre a logística, quando disse estar "em contato com os organizadores do translado do corpo" e que "aguarda decisão por parte deles".

A concessionária se colocou à disposição e mantém a operação subida (2x8 faixas) até as 5h de segunda. Após este horário, voltará a operação normal (5x5) pelo alto fluxo de veículos nos dois sentidos.

Na operação subida, a descida da serra é feita apenas pela pista sul da via Anchieta, enquanto a subida acontece pelas pistas norte e sul da rodovia dos Imigrantes e pela pista norte da Anchieta.

A prefeitura de Santos, por sua vez, informou que várias ruas no entorno e de acesso ao estádio serão interditadas ao tráfego de veículos a partir da 0h de segunda até às 12h de terça-feira (3).

A cerimônia acontece até às 10h de terça, quando será iniciado um cortejo fúnebre pelas ruas de Santos, que passará pelo canal 6, onde mora a mãe de Pelé, Celeste Arantes.

O sepultamento será reservado apenas para familiares, previsto para acontecer às 14h de terça.

Devido ao alto fluxo de autoridades, convidados e fãs do Rei do Futebol, toda a solenidade acontecerá com rígido protocolo de segurança.

A Polícia Militar já informou que vai destacar agentes do Comando de Policiamento da Capital, do Policiamento Metropolitano, do Policiamento do Interior-6 (Santos), do Policiamento de Choque, do Policiamento Rodoviário, do Policiamento de Trânsito, do Comando de Aviação da PM e do Corpo de Bombeiros.

Procurada, a PM não respondeu os questionamentos de logística da reportagem.