Veja reações à Superliga de clubes europeus no futebol e na política

·4 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A criação da Superliga por 12 grandes clubes europeus, neste domingo (18), gerou fortes reações de entidades esportivas, torcedores, personalidades do futebol e da política. Arsenal (ING), Atlético de Madrid (ESP), Barcelona (ESP), Chelsea (ING), Inter de Milão (ITA), Juventus (ITA), Liverpool (ING), Manchester City (ING), Manchester United (ING), Milan (ITA), Real Madrid (ESP) e Tottenham (ING) assinam o documento de criação como "clubes fundadores" da liga e afirmam que outros três se unirão a eles na primeira edição do torneio, que deve começar "assim que possível". A competição que pretende reunir algumas das principais forças do continente --Bayern de Munique e PSG recusaram a entrada no grupo, a princípio-- competiria diretamente com a Champions League, organizada pela Uefa (confederação europeia de futebol), o que pode provocar forte impacto na disputa por poder e dinheiro no futebol mundial. * VEJA ALGUMAS DAS PRINCIPAIS REAÇÕES: FIFA "A Fifa sempre defende a unidade no futebol mundial e apela a todas as partes envolvidas nas discussões acaloradas para que se envolvam em um diálogo calmo, construtivo e equilibrado para o bem do futebol e no espírito de solidariedade e jogo justo. Faremos, obviamente, tudo o que for necessário para contribuir para um caminho harmonizado no interesse geral do futebol." UEFA, EM DECLARAÇÃO CONJUNTA COM AS LIGAS E FEDERAÇÕES ESPANHOSA, INGLESA E ITALIANA "A Uefa, a FA inglesa, RFEF, FIGC, a Premier League, a La Liga, a Lega Serie A, mas também a Fifa e todas as nossas associações-membro permanecerão unidos em nossos esforços para impedir esse projeto cínico, um projeto que se baseia no interesse próprio de alguns clubes em um momento em que a sociedade precisa de solidariedade mais do que nunca. Vamos considerar todas as medidas à nossa disposição, em todos os níveis, judiciais e esportivos, para evitar que isso aconteça." GARY NEVILLE, EX-JOGADOR HISTÓRICO DO MANCHESTER UNITED "Estou muito enojado com o Manchester United e o Liverpool. Eles estão fugindo para uma competição da qual não podem ser rebaixados? É uma vergonha absoluta. Os donos do Manchester United, Liverpool, Chelsea e Manchester City não têm nada a ver com o futebol neste país." ALEX FERGUSON, EX-TREINADOR LENDÁRIO DO MANCHESTER UNITED "Falar de uma Superliga é um afastamento dos 70 anos de futebol europeu de clubes. No meu tempo no United, jogamos quatro finais da Champions League e sempre foram as noites mais especiais." ARSENAL SUPPORTERS TRUST, GRUPO DE TORCEDORES DO ARSENAL A morte do clube como uma instituição esportiva LUIS FIGO, EX-JOGADOR PORTUGUÊS, ELEITO MELHOR DO MUNDO EM 2001 "Esta chamada 'Superliga' é tudo menos 'Super'. "Esse movimento ganancioso e insensível significaria um desastre para as nossas bases, para o futebol feminino e para a comunidade futebolística em geral, apenas para servir aos proprietários interessados, que pararam de se preocupar com seus fãs há muito tempo e desrespeitaram totalmente o mérito esportivo. Trágico. PRIMEIRO-MINISTRO BRITÂNICO, BORIS JOHNSON "Os planos para uma Superliga Europeia seriam muito prejudiciais para o futebol. Eles atacariam no coração do jogo nacional e preocupariam os torcedores de todo o país. Os clubes envolvidos têm de responder aos seus torcedores." PRESIDENTE FRANCÊS, EMMANUEL MACRON "O presidente da República saúda a posição dos clubes franceses de se recusarem a participar de um projeto da Superliga do futebol europeu que ameaça o princípio da solidariedade e do mérito desportivo." ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA INGLATERRA "É claro que isso seria prejudicial para o futebol inglês e europeu em todos os níveis e vai contra os princípios da competição aberta e do mérito esportivo, que são fundamentais para o esporte competitivo." PREMIER LEAGUE "Os torcedores de qualquer clube da Inglaterra e da Europa podem sonhar que a sua equipe pode subir ao topo e jogar contra os melhores. Acreditamos que o conceito de uma Superliga Europeia destruiria esse sonho." GABRIELE GRAVINA, PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO ITALIANA DE FUTEBOL "Sempre fomos contra uma Superliga. O único projeto viável é a reforma da Champions League promovida pela Uefa." FEDERAÇÃO ALEMÃ DE FUTEBOL "A Federação Alemã de Futebol (DFB) é contra o conceito de uma Superliga Europeia. É o desempenho que determina a promoção e a despromoção. Os interesses econômicos de alguns clubes não devem acabar com a solidariedade praticada no futebol." GRUPO DE ESPORTES DO PARLAMENTO EUROPEU "A proposta de competição fechada de clubes super-ricos formaria uma casta privilegiada fora das estruturas do futebol europeu de clubes, com o único propósito de obter lucro." DAVID BERNSTEIN, EX-PRESIDENTE DO MANCHESTER CITY E DA FEDERAÇÃO INGLESA "Há duas coisas em jogo aqui, uma é a ganância e a outra é o desespero, porque alguns desses clubes contraíram dívidas enormes. É uma tábua de salvação que vai acabar, se é que vai acabar, muito mal."