Veja os jogadores que perderam espaço e tentam vida nova com Abel Braga no Fluminense

·2 min de leitura
Jogadores tentam ganhar mais sequência no Fluminense com novo treinador (Fotos: Mailson Santana/Fluminense)


Ano novo e vida nova no Fluminense. Com cinco reforços já anunciados, um acertado e outro encaminhado, o Tricolor se reapresenta no próximo dia 10 para dar início a mais uma Era Abel Braga. O treinador terá 13 dias até a estreia no Campeonato Carioca para dar sua cara ao time e o novo comando pode significar esperança para alguns jogadores que tiveram pouco espaço em 2021.

A ideia do Flu é que o Estadual ajude o elenco a ganhar entrosamento, já que muitos dos novos atletas chegam com status de titulares. Entretanto, o que o torcedor espera é que a disputa no elenco fique em alto nível. Entre os goleiros, Marcos Felipe foi criticado ao longo do último ano, mas nem chegou a ser ameaçado por Muriel, que jogou apenas duas vezes, ambas no Brasileirão.

Entre os laterais, Danilo Barcelos é quem enfrentará mais dificuldades. Ele perdeu a vaga para Marlon, que demorou até ser utilizado, e ainda terá a concorrência de Cristiano e Pineida, que também ameaça pelo lado direito. Neste setor, Calegari buscará conquistar Abel, que gosta de trabalhar com jovens, para retomar a posição atualmente de Samuel Xavier.

Entre os zagueiros, David Braz terminou o ano como titular e Nino permanecerá após negociação frustrada com o Tigres, do México. Assim, caberá a Luccas Claro, indiscutível até pouco tempo atrás, além de Manoel, Matheus Ferraz e Luan Freitas darem trabalho aos companheiros. Neste caso ainda há David Duarte, que chega como reforço.

Entre os volantes a briga também será dura. Com André como a revelação do Campeonato Brasileiro e Felipe Melo chegando, a oferta na posição é grande. Martinelli perdeu um pouco do espaço após ser grande destaque ainda no final da temporada passada e Wellington, contestado pela torcida, busca mais sequência. Nonato é outro que terminou com saldo positivo, mas ficou a maior parte do tempo no banco.

Entre os armadores, 2021 não foi um bom ano. Cazares não conseguiu se firmar e, mesmo com a saída de Nene e a lesão de Paulo Henrique Ganso, não teve sequência. O camisa 10 é outro que espera ver em 2022 sua retomada. Depois de poucas oportunidades, ele finalmente ganhou a chance e teve sério problema no braço.

Jhon Arias, que pode aparecer nas pontas ou no meio, vai brigar por espaço, assim como Gabriel Teixeira. O jovem de Xerém chegou a ser titular, mas teve queda de rendimento e conviveu com lesões na reta final da temporada. Agora com mais tempo para descansar e se preparar, o garoto quer deixar esses problemas para trás.

Na frente, Lucca não deve ficar, mas a disputa ainda assim será interessante por conta dos reforços. Fred, Cano e John Kennedy duelam pela vaga de "9", Willian tem versatilidade naquele setor, enquanto Luiz Henrique e Caio Paulista tentam se manter na equipe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos