Veja os cenários para o Fluminense garantir vaga na fase de grupos da Libertadores

Fluminense pode garantir vaga direta já nesta terça-feira (FOTO: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE)


O Fluminense já está confirmado para Libertadores 2023. Depois da vitória sobre o Ceará, na última segunda-feira, o Tricolor está na competição pela nona vez em sua história e não pode sair mais do G8 formado no Campeonato Brasileiro. Apesar de confirmar a presença, o clube ainda não garantiu a fase de grupos. Com isso, o LANCE! traz os cenários para ir ao principal objetivo na temporada.

A vaga direta para Libertadores pode acontecer já nesta terça-feira. São Paulo e Atlético-MG se enfrentam, no Morumbi. Caso empatem, o Fluminense estará matematicamente na fase de grupos da Libertadores. O Galo só poderia chegar a 61 pontos, mas perderia para o tricolor no número de vitórias (18 a 16).

Mas se o Atlético-MG vencer, o Fluminense pode conquistar a vaga direta já na próxima rodada contra o São Paulo, no Maracanã, pela 36ª rodada do Brasileirão. Os cariocas teriam que faturar mais três pontos. Assim, somaria 64 pontos, enquanto o Galo só poderia atingir 63 até o final da competição.

Assim como fez em 2011, 2012 e 2013, o Fluminense repete a melhor sequência após dez anos ao completar três anos consecutivos indo para o torneio continental. O presidente Mário Bittencourt já ressaltou em diversas entrevistas que indo à competição com frequência há grande chance de faturar a taça.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

RETROSPECTO NA COMPETIÇÃO

O Fluminense tem oito participações em Libertadores na história. A primeira foi em 1971, quando caiu na fase de grupos, assim como em 1985. A melhor campanha foi em 2008, quando o Tricolor perdeu para a LDU (EQU) na final. Em 2011, queda nas quartas para o Libertad (PAR). Já 2012 e 2013 foram de eliminações nas quartas para Boca Juniors (ARG) e Olimpia (PAR), respectivamente.

Em 2021, surpresa, de certa forma, ao chegar até as quartas de final, quando caiu para o Barcelona de Guayaquil (EQU) com dois empates. Já em 2022, decepção: queda ainda na terceira fase para o Olimpia (PAR) nos pênaltis, mesmo depois de conquistar a vantagem de 3 a 1 em casa.