Veja o que mudou em Santos e Grêmio seis meses após duelos na Libertadores

·1 minuto de leitura


Santos e Grêmio se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h30min, na Arena do Grêmio pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Será a reedição do duelo das quartas de final da última edição da Copa Libertadores. O Peixe empatou em 1 a 1 com o Grêmio em Porto Alegre e avançou para a semifinal após vencer a equipe gaúcha por 4 a 1, na Vila Belmiro.

A goleada do Alvinegro aconteceu no dia 16 de dezembro de 2020. Sob o comando do técnico Cuca, escalação titular santista foi composta por John; Madson, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Sandry e Jobson; Marinho, Kaio Jorge e Lucas Braga. Desde então, seis meses depois, muitas perdas aconteceram no Santos.

O técnico Cuca foi embora para a chegada de Ariel Holan que acabou pedindo de demissão e o treinador do Peixe hoje é Fernando Diniz. Lucas Veríssimo, Diego Pituca e Soteldo foram vendidos para o futebol internacional. Sandry e Jobson acabaram se lesionando e seguem em recuperação da cirurgia.

O Santos deve ter apenas cinco titulares da mesma escalação que goleou o Grêmio no duelo de volta das quartas da Libertadores: o zagueiro Luan Peres, o lateral-esquerdo Felipe Jonatan, o volante Alison e os atacantes Marinho e Kaio Jorge. Seriam seis, mas o goleiro John sofreu uma entorse diante o São Paulo e foi poupado da viagem para Porto Alegre.

A equipe do Grêmio era comandada por Renato Gaúcho, que foi demitido do clube e o técnico Tiago Nunes assumiu o posto. Do time titular na derrota para o Santos, o goleiro Vanderlei foi para o Vasco, o lateral Orejuela para o São Paulo, o zagueiro David Braz para o Fluminense e o atacante Pepê foi vendido ao Porto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos