Veja como William pode se encaixar no São Paulo de Hernán Crespo

LANCE!
·3 minuto de leitura


Na última quinta-feira (1), o São Paulo apresentou mais um de seus reforços para a temporada, o meio-campista William. Sendo um jogador versátil, capaz de atuar em mais de uma posição no meio de campo, o novo camisa 17 do Tricolor pode encaixar bem no esquema de Hernán Crespo.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA DO CAMPEONATO PAULISTA DE 2021!


Durante a entrevista coletiva concedida após ser apresentado pelo presidente do clube, Julio Casares, William falou sobre sua 'polivalência' no meio, podendo exercer diferentes funções, garantindo estar apto a integrar a formação utilizada por Crespo.

- Jogo de primeiro ou segundo volante, saí do Brasil jogando de meia. Fiz algumas alterações no meu jogo, em relação à intensidade. Eu atendo essas posições, em relação ao esquema que o Crespo tem tentado implantar - disse o meia.

O esquema utilizado por Crespo é o 3-5-2. Com cinco homens no meio de campo, dois fazem as funções de ala, enquanto o time utiliza três jogadores mais centralizados. Até o momento, os mais utilizados nesse meio de campo foram Luan, Daniel Alves e Gabriel Sara.

Esse miolo do meio de campo funciona como o 'cérebro' da equipe. Com três zagueiros, não há a necessidade de deixar um dos meias na defesa durante fase ofensiva, liberando esse setor do campo para ser mais criativo. Com isso, os diferentes funções são exercidas pelos meias.

Luan é o 'primeiro volante', atuando um pouco mais recuado que Daniel e Gabriel Sara, mas costuma subir bastante e, muitas vezes, sendo bastante acionado para a saída de jogo.

Daniel tem um posicionamento um pouco mais livre, buscando o jogo na defesa e articulando as jogadas. É um criador que busca participar desde o início da jogada, geralmente atuando pelo lado direito. Gabriel Sara, por sua vez, exerce um papel mais ofensivo no meio de campo.

Dessa forma, William pode atuar nas funções de Luan e Daniel Alves, jogando como um 'primeiro' ou 'segundo' volante. De acordo com as características de William serem mais ofensivas do que as de Luan, a disputa mais direta por vaga é com o camisa 10 e capitão, Daniel Alves.

Sobre essa disputa contra um jogador histórico do futebol mundial, William vê com bons olhos, mas enxergando, também, que outros jogadores, como o próprio Luan e outros nomes do banco de reservas, fazem parte dessa concorrência.

- Com relação a disputar posição com o Dani, temos o Luan, o Nestor, o Tchê Tchê, vários jogadores nessa posição e primeiro preciso vencer a mim mesmo, sair de casa com determinação e me superar com o que tenho que fazer. É uma disputa sadia, vamos lutar para fazer o São Paulo grande - afirmou.

Outra possibilidade, também, é uma alteração na formação, na qual a equipe passe a jogar com William e Daniel Alves com funções muito dinâmicas, se envolvendo na criação de jogadas e alternando no papel de ir buscar a bola para começar a atuação na fase ofensiva.

Com três jogadores de meio de campo com funções muito dinâmicas, indo ao ataque e voltando para defender, subindo e descendo o campo, o novo reforço do São Paulo citou a intensidade como um fator característico do futebol de Hernán Crespo.

- Trabalhei com dois treinadores argentinos. Não gosto de fazer comparação com esquema de jogo, mas os argentinos buscam a intensidade, e encontro isso no Crespo. Uma ordem tática muito forte, que prioriza a intensidade na recuperação da bola - explicou o meia.

Com o Campeonato Paulista paralisado, devido à pandemia de Covid-19, William ainda não sabe quando estreará pelo Tricolor. O São Paulo ainda poderá inscrever três jogadores na competição, tendo cinco reforços disputam a vaga: William, Miranda, Eder, Orejuela e Benítez.