Veja a lista dos 15 empresários que Bolsonaro levou ao STF

Yahoo Notícias
Bolsonaro foi a pé do Palácio do Planalto para o encontro de última hora com o presidente do STF, Dias Toffoli, acompanhando de empresários e representantes da indústria. (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Bolsonaro foi a pé do Palácio do Planalto para o encontro de última hora com o presidente do STF, Dias Toffoli, acompanhando de empresários e representantes da indústria. (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro levou um grupo de 15 empresários e dirigentes de associações para uma reunião, marcada de última hora nesta quinta (7), na qual conversaram com o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Bolsonaro fez um apelo a Toffoli alertando sobre os riscos de um colapso na economia durante a crise do novo coronavírus. Entre as razões citadas pelo presidente estão novamente as medidas restritivas adotadas por governadores e prefeitos. O ministro, por sua vez, cobrou da União maior coordenação com estados e municípios.

Leia também

Entre os representantes, estavam presidentes e líderes de setores como o têxtil, de produção de cimento, energia, cimento, farmacêutico, de máquinas, calçados e energia. Marco Polo de Mello Lopes, diretor da Aço Brasil, representou o grupo empresarial no encontro. Ele e outros diretores de indústrias de diversos setores do país estavam reunidos com Bolsonaro no Palácio do Planalto, antes da ida a pé até o Supremo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

As manifestações diretas feitas pelos membros do grupo empresarial destacaram que a má situação da indústria brasileira que, segundo eles, estaria “na UTI” durante a pandemia. Mello Lopes pediu a Toffoli que a “roda” da Economia voltasse à rodar, caso contrário poderia haver a “morte de CPNJs”.

Confira abaixo a lista dos empresários presentes na reunião de Bolsonaro e Toffoli:

  • Marco Polo de Mello Lopes, presidente da Aço Brasil e coordenador da Coalização Indústria;

  • José Ricardo Roriz Coelho, da Abiplast (Associação Brasileira da Indústria de Plástico);

  • Fernando Valente Pimentel, da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção);

  • José Velloso Dias Cardoso, da Abimaq (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos);

  • Paulo Camilo Penna, presidente do Snic (Sindicato Nacional da Indústria do Cimento);

  • Reginaldo Arcuri, presidente da FarmaBrasil;

  • José Carlos Rodrigues Martins, presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção);

  • Humberto Barbato, presidente-executivo da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica);

  • José Augusto de Castro, presidente-executivo da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil);

  • Elizabeth de Carvalhaes, da Interfarma (Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa);

  • Synesio Batista da Costa, da Abrinq (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos);

  • Ciro Marino, da Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química);

  • José Jorge do Nascimento Júnior, presidente-executivo da Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos);

  • Haroldo Ferreira, da Abicalçados (Associação Brasileira da Indústria de Calçados); e

  • um representante da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores);

Leia também