Veículos e direitos econômicos de atletas do Sport são envolvidos em dívida com Marlone

Futebol Latino
LANCE!


Os problemas financeiros atualmente vividos pelo Sport podem não ser agravados unicamente pela pausa das competições que resultou em receitas mais restritas, mas também em dívidas a serem quitadas pelo Leão da Ilha sendo uma delas junto ao meia Marlone.

O atleta de 28 anos de idade que fez 80 jogos e 10 gols com a camisa do Rubro-Negro somando as passagens de 2015 e de 2018 cobra o que seria equivalente a cinco meses dos seus vencimentos bem como multa e verba rescisórias que teriam ficado em atraso além de questões trabalhistas (como férias e 13°) e valores de teor jurídico (honorários de seu advogado e custas do processo), comumente de responsabilidade da parte que perder a causa.

E, como a justiça pernambucana atendeu o pedido do clube de que o jogador poderia solicitar o pedido de penhora visando o pagamento do débito de R$ 2.186.893,63 desde que não envolvessem ativos financeiros, Marlone resolveu solicitar a quitação de duas formas.

Além de indicar quatro veículos sob propriedade do clube (dois ônibus, uma moto e um carro os quais inclusive já constam como penhorados no Detran), o jogador que atualmente defende o Suwon FC, do Japão, solicitou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) uma relação de direitos econômicos de atletas e percentuais com propriedade do Sport, indicando que parte da dívida poderia envolver esse tipo de pagamento.

Até o momento, não há maiores informações se o Sport se manifestou judicialmente ou mesmo quais devem ser os próximos passos do clube tanto nesse como em outros casos de débitos abertos referentes ao chileno Mark González, ao Sporting Lisboa (compra de André) ou ao goleiro e ídolo do clube, Magrão.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também