Ministério da Justiça pede abertura de inquérito sobre vazamento de supostos dados de Bolsonaro e aliados

Yahoo Notícias
(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pediu à Polícia Federal abertura de inquérito para investigar o vazamento de possíveis dados particulares do presidente Jair Bolsonaro, seus filhos, ministros, empresários e políticos ligados ao governo.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O vazamento ocorreu na noite desta segunda-feira (1º) pelo grupo de hackers Anonymous Brasil.

Leia também

Os hackers vazaram dados cadastrais, como endereços e telefones pessoais de familiares de pessoas ligadas ao Planalto, além de patrimônio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Pouco depois da publicação as postagens foram apagadas. O Twitter baniu o perfil do Anonymous Brasil por violar as regras da empresa.

Entre as vitimas dos ataques cibernéticos do Anonymous estão, além do presidente, seus filhos (o senador Flávio Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro); os ministros da Educação, Abraham Weintraub, a ministra da Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) e o empresário Luciano Hang.

Douglas Garcia confirmou a veracidade dos dados e disse que registrará boletim de ocorrência policial sobre a invasão.

Carlos Bolsonaro confirmou o vazamento de seu dados e acusou "a turma pró- democracia" pelo vazamento, sem apresentar provas.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também