Vazado: Botafogo levou gol nos últimos sete jogos e tem média alta

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


Uma das principais questões que Eduardo Barroca precisa tentar melhorar no Botafogo a curto prazo é a parte defensiva. Por mais que o Alvinegro tenha apresentado uma evolução no jogo ofensivo diante do Internacional, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro, o primeiro terço do gramado continua sendo o calcanhar de Aquiles do Glorioso.

O Botafogo foi vazado nos últimos sete jogos que disputou. Nesta sequência, a equipe levou ao menos dois gols em cinco partidas - duelos contra Bahia e Flamengo foram as exceções.

A última vez que o Alvinegro saiu de campo sem ter a defesa vazada foi no dia 3 de setembro, no empate sem gols com o Cuiabá, pelo jogo da volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ocasião, contudo, o resultado não serviu para o Botafogo ficar classificado.

Nesta sequência de sete jogos, o Botafogo levou 14 gols, o que dá uma média de dois gols levados por partida. Vale ressaltar que o Alvinegro, ao mesmo tempo, perdeu estes sete duelos e caiu para a última posição do Campeonato Brasileiro. O desempenho do sistema defensivo passa por isso.

Dessa sequência, seis gols levados nasceram diretamente de erros individuais dos próprios jogadores do Botafogo - que tiveram um equívoco direto na jogada ou erraram no posicionamento para com o atleta que balançou as redes para o time adversário.

A questão envolvendo o sistema defensivo - como um todo, não apenas a linha de quatro marcadores - é uma das principais dores de cabeça para Eduardo Barroca resolver no curto período que tem para treinar no Botafogo. Na última colocação, o clube clama por resultados imediatos.