Vasco vence, reage no Brasileiro e afunda o Palmeiras

Estadão Conteúdo
Tenorio vibra com seu gol, o primeiro do Vasco na vitória por 3 a 1 sobre o Palmeiras
.

Exibir foto

Tenorio vibra com seu gol, o primeiro do Vasco na vitória por 3 a 1 sobre o Palmeiras

Sob o comando do interino Gaúcho, após a demissão de Cristóvão Borges, o Vasco voltou a vencer no Brasileirão, nesta quarta-feira, ao superar o combalido Palmeiras por 3 a 1, em São Januário. Se reabilitou o time carioca, o resultado afundou ainda mais os paulistas, em crise no campeonato.

Recuperado da goleada sofrida para o Bahia, no fim de semana, o Vasco chegou aos 42 pontos e consolidou sua quarta colocação na tabela. A irregularidade do time desde as últimas rodadas do primeiro turno custou o emprego de Cristóvão Borges no início desta semana. Marcelo Oliveira, seu substituto, assistiu à partida das tribunas de São Januário, nesta quarta.

O Palmeiras, por sua vez, se complicou ainda mais na tabela. Pressionado pela vitória do Figueirense mais cedo, o time de Luiz Felipe Scolari entrou em campo já na penúltima posição, precisando de um triunfo para ficar em 17º, perto de deixar a zona de rebaixamento.

Mas não foi o que aconteceu. A equipe paulista estacionou nos 20 pontos, três a mais que o lanterna Atlético-GO. E sete abaixo do Flamengo, o primeiro time fora da zona da degola.

A pressão sobre o Palmeiras era grande também por conta de sua sequência no Brasileirão. Depois do duelo com o Vasco, o time de Felipão fará o clássico com o Corinthians, domingo, no Pacaembu. O time de São Januário vai enfrentar o Cruzeiro, no mesmo dia, em Varginha.

O JOGO - Vivendo situação semelhante neste Brasileirão, com uma sequência negativa e pressionados pela torcida, Vasco e Palmeiras também foram iguais em campo no primeiro tempo. Cada time protagonizou um momento de crescimento e baixa durante a etapa, com um gol para cada lado.

Depois de um início lento, a partida ganhou movimentação quando o visitante abriu o placar aos 23 minutos. Luan, que vestia camisa comemorativa de 100 jogos pelo Palmeiras, aproveitou rebote de Fernando Prass, após cruzamento de Tiago Real e cabeçada perigosa de Artur, e deixou o time paulista em vantagem.

Despertado pelo gol rival, o Vasco foi para cima e buscou o empate seis minutos depois. Wendel levantou na área, Alecsandro escorou de cabeça e Tenório completou para as redes. O empate deixou a partida mais cadenciada, concentrada no meio-campo, e sem maiores chances de gol.

O Palmeiras até tentou retomar a dianteira no placar, aos 34, mas desperdiçou duas boas chances. Valdivia finalizou de fora da área e contou com um desvio da zaga para dar trabalho a Fernando Prass. No rebote, Luan pegou mal na bola e mandou longe do gol.

O segundo tempo foi logo dominado pelo Vasco ao virar o placar aos 6 minutos. Após cobrança de falta de Juninho na área, Nilton desviou de cabeça e marcou o segundo dos anfitriões.

Abalado, o Palmeiras esboçou reação, ao tentar impor pressão na defesa vascaína. Mas pouco produzia, com Valdivia, pouco inspirado, e Barcos, cansado após deixar a seleção argentina na noite de terça-feira.

O Vasco, então, passou a jogar no contra-ataque. E, aos 26, sacramentou a vitória em rápida jogada de Tenório pelo meio. O atacante acionou o experiente Juninho, que não teve dificuldade para superar Bruno e mandar para as redes.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 3 x 1 PALMEIRAS

VASCO - Fernando Prass; Max (Luan), Dedé, Douglas, William Matheus; Nilton, Wendel, Juninho Pernambucano, Jhon Cley (Felipe); Tenório e Alecsandro (Éder Luis). Técnico: Gaúcho (interino).

PALMEIRAS - Bruno; Artur, Maurício Ramos e Wellington; Juninho, Henrique, Correa, Tiago Real (Vinícius) e Valdivia; Luan (Betinho) e Barcos (Obina). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOLS - Luan, aos 23, Tenório, aos 29 minutos do primeiro tempo. Nilton, aos 6, e Juninho, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jhon Cley, Alecsandro, Nilton, Douglas, Felipe, Wellington,

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (GO).

RENDA e PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Lamentamos que você não tenha gostado deste comentário. Informe um motivo abaixo.

Tem certeza?
Classificação falhou. Tente novamente.
Falha na solicitação. Tente novamente.
Promoveremos comentários construtivos e espirituosos para aparecerem primeiro, todo mundo vai vê-los!
Lamentamos, mas não é possível carregar comentários no momento. Tente novamente.