Vasco terá semana livre de preparação para enfrentar o líder Coritiba, em busca do G4 da Série B

·3 minuto de leitura


Na reta final da Série B, o Vasco voltou a tropeçar e ver o G4 mais distante. Sob o comando de Fernando Diniz, a equipe perdeu depois de cinco partidas e desperdiçou a chance de diminuir para dois pontos a diferença. O próximo compromisso será diante do líder Coritiba, sábado, às 16h30, em São Januário. Diante disso, o Cruz-Maltino terá uma semana livre para se preparar para confronto.

Ainda em São Luís, no Maranhão, os reservas fizeram atividades físicas, táticas e técnicas neste domingo. Os titulares realizaram um trabalho regenerativo. No Rio de Janeiro, durante a semana, Diniz terá tempo para preparar o time e recuperar a confiança de seus atletas. Vale lembrar que a derrota para o Sampaio Corrêa foi o primeiro revés sob o comando do treinador.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Para o duelo contra o Coxa, a tendência é que o volante Andrey esteja apto para entrar em campo. O camisa 6 está recuperado de uma lesão na coxa direita e segue o trabalho de recondicionamento físico. O jogador tem sido uma peça importante no esquema do comandante vascaíno com boas atuações e muita movimentação.

Com a derrota para o Sampaio Corrêa, a diferença segue de cinco pontos para o Goiás, atual quarto colocado. A próxima rodada também será recheada de confrontos diretos, como ocorreu nessa última. Esse fator pode ajudar o Gigante da Colina a encostar novamente no pelotão de frente.

- Para o jogo com o Coritiba, agora é se refazer dessa derrota, aprender com aquilo que aconteceu hoje, fazer de tudo para vencer em casa e subir de novo na tabela. E rumo ao nosso objetivo, que é o acesso. Todo mundo ficou chateado com a derrota para o Sampaio, mas seguimos com a cabeça em pé e acreditando no acesso - disse Fernando Diniz durante a coletiva de imprensa.

Com três vitórias, dois empates e uma derrota em seis jogos no comando do Gigante da Colina, o técnico conseguiu fazer o time evoluir. Contudo, ainda necessita corrigir velhos erros, que são recorrentes desde o início da temporada. O Vasco enfrenta problemas no jogo aéreo e não demonstra poder de reação quando toma um gol - só virou duas partidas na temporada, contra Brasil de Pelotas e Bangu.

+ Diniz explica substituição e diz que o Vasco se descuidou no gol do Sampaio Corrêa: 'Eles foram mais eficientes'

No duelo contra a Bolívia Querida, a equipe tentou buscar o empate e uma possível virada, mas parou na grande atuação do goleiro Luiz Daniel. Apesar disso, faltou ser mais efetivo para construir o resultado. Com um a mais durante todo segundo tempo, o tropeço pode pesar no fim. E o time tem 9% de chance de subir restando nove rodadas.

De volta ao seu estádio, o time espera poder contar com pelo menos 11 mil vascaínos, dependendo da liberação da prefeitura. A última atuação no Rio de Janeiro empolgou e pode servir de exemplo para enfrentar a melhor equipe da competição, que está muito próxima do acesso. Mas o Coxa vem de uma derrota acachapante para o Cruzeiro em pleno Couto Pereira e a promessa é de um grande duelo entre os eternos finalistas da Copa do Brasil 2011.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos