Vasco tenta redenção na Venezuela pela Sul-Americana

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em queda no Campeonato Brasileiro e já eliminado na Copa do Brasil, o Vasco volta suas atenções também para a disputa da Copa Sul-Americana. E o torneio pode servir como uma redenção para o Cruz-maltino diante da má fase que atravessa. A equipe dirigida por Ricardo Sá Pinto volta a jogar nesta quarta-feira (4), às 21h30, na Venezuela, contra o Caracas. Como venceu a partida de ida por 1 a 0, em São Januário, o Vasco depende de um empate para avançar à terceira fase. Para encarar os venezuelanos, o Vasco terá problemas mais uma vez. O centroavante Germán Cano ainda não está recuperado de lesão muscular e deve ser substituído por Ribamar. Outro problema ofensivo é o atacante Talles Magno. Ele sente dores na bacia por causa de uma queda sofrida diante do Goiás, no domingo passado, e pode ficar fora do confronto. O meio-campista Benítez, contudo, deve voltar ao time titular depois de ter sido desfalque no jogo de ida diante dos venezuelanos. O Caracas foi inclusive a única vítima do Vasco nos últimos 50 dias. Desde que bateu o Botafogo por 3 a 2 no Engenhão, no dia 13 de setembro, pelo Brasileiro, o Gigante da Colina colecionou fracassos. No Nacional, foram seis derrotas e dois empates. Na Copa do Brasil, foi eliminado após um empate e uma derrota contra o Botafogo. O Vasco vai a campo com a seguinte escalação: Fernando Miguel; Léo Matos, Miranda, Ricardo, Henrique; Andrey, Léo Gil, Benítez, Carlinhos; Ribamar, Talles Magno (Vinícius). T.: Ricardo Sá Pinto