Vasco tenta acordo para rescindir contrato, e Bruno César recebe férias até agosto

·1 minuto de leitura


O meio-campista Bruno César provavelmente não permanecerá no Vasco. O Cruz-Maltino o liberou para tirar férias até 1º de agosto, e as partes abriram negociação em busca de um acordo para rescindir o contrato. A informação foi dada inicialmente pelo site ge.

O empréstimo de Bruno César ao Penafiel, de Portugal, terminou no fim de junho, e o meia não se apresentou ao Vasco. Embora tenha um vínculo até 2022, o Cruz-Maltino não tem interesse em reintegrá-lo, uma vez que o jogador não cabe no orçamento do departamento de futebol.

> Veja momentos em que o Vasco defendeu causas sociais

O site revela ainda que a ideia da direção é entrar em um acordo de rescisão nos moldes que o clube fez com outros atletas que recentemente deixaram São Januário.

Vale ressaltar que Bruno César ainda tem dinheiro a receber do Vasco. Além do contrato válido até maio de 2022, o Gigante da Colina tem uma dívida com o jogador. Ele foi emprestado ao Penafiel em outubro do ano passado, e, por contrato, o Cruz-Maltino teria de arcar com 70% dos vencimentos de Bruno, o que não acontece desde dezembro do ano passado.

> Veja a tabela da Série B

O meio-campista chegou ao Vasco em janeiro de 2019 com muita expectativa, o que acabou não se concretizando. No início de 2020, foi afastado e autorizado para procurar um novo clube. Contudo, em maio do último ano, ele entrou em acordo com o Cruz-Maltino, aceitou reduzir o salário, foi reintegrado ao grupo renovou o contrato até maio de 2022.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos