Vasco perde para o Operário, chega à terceira derrota seguida e se afunda na crise e na Série B do Brasileiro

·3 minuto de leitura


Foi o pior aniversário possível. O Vasco foi a Ponta Grossa neste sábado, perdeu por 2 a 0 para o Operário e chegou à terceira derrota seguida na Série B do Brasileiro. Deste modo, o time se afunda ainda mais na crise que já existe e se afastou ainda mais do G4 da competição. Tempos horrorosos para o time cruz-maltino que completou 123 anos de história. O Fantasma colou no G4.

+ Veja a tabela da Série B e simule os resultados dos jogos

Com o resultado, o Vasco ficava parado nos 28 pontos, na 11ª posição. Já o Operário pula para quinta colocação, com 32 pontos, a um do G4 da Série B. O Cruz-Maltino volta a entrar em campo no dia 29 de agosto, contra a Ponte Preta, em São Januário. Enquanto o Fantasma joga na próxima terça-feira, contra o Guarani.

INÍCIO COM PRESSÃO DO VASCO
Logo com um minuto, Cano tabelou com Sarrafiore, chutou de primeira com perigo, mas para fora. Aos 15 e aos 16 minutos, Marquinhos Gabriel protagonizou perigo ao time mandante duas vezes. Na primeira, concluiu o contra-ataque. Na segunda, cobrou escanteio de forma direta. Nas duas, o goleiro Simão defendeu.

PRESSÃO DO OPERÁRIO E GOL
O primeiro susto de Vanderlei foi aos 25, quando Fábio Alemão chutou de longe e a bola desviou antes de ir para fora. Mas no escanteio subsequente, o goleiro precisou fazer grande defesa após finalização de Fabiano. E a pressão do Fantasma surtiu efeito. Na jogada seguinte, ainda aos 27, Marquinhos Gabriel errou na saída de bola, Djalma Silva cruzou e Marcelo chutou forte para abrir o placar.

QUEM NÃO FAZ O PRIMEIRO LEVA O SEGUNDO
Cano teve nova oportunidade aos 32 minutos. Esta foi de cabeça, após cruzamento de Léo Matos. Novamente foi perto do alvo. Muito perto. E a punição chegou a galope. Dois minutos depois, Marcelo chutou de fora da área, a bola desviou em Ricardo Graça, bateu no travessão e, no rebote, Paulo Sérgio completou para o gol. Operário 2 a 0.

NADA DÁ CERTO PARA O VASCO
O segundo tempo começou como o primeiro. Marquinhos Gabriel errou e Paulo Sérgio foi lançado. Vanderlei fechou o ângulo do centroavante ainda no primeiro minuto. E com dez, Fábio Alemão cruzou, a bola passou na frente da pequena área e Zeca cortou. A primeira chegada do Vasco na segunda etapa foi aos 16 minutos, quando Marquinhos Gabriel cruzou da esquerda e Caio Lopes chutou prensado para fora. Aos 18, Marquinhos Gabriel cobrou falta curta, Zeca chutou forte, Simão fez grande defesa e a bola ainda foi na trave.

TUDO DIFÍCIL
O Vasco seguiu com dificuldades. Mesmo precisando da vitória, sofria para criar. A melhor chance na segunda metade do segundo tempo foi a finalização de Gabriel Pec, defendida por Simão. Morato ainda conseguiu dar um chute na bola para o alto com o jogo paralisado e foi expulso.

FICHA TÉCNICA
OPERÁRIO 2 X 0 VASCO


Estádio: Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Data e hora: 21 de agosto de 2021, às 19h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)
Cartões amarelos: Fábio Alemão e Thomaz (OPE); Ricardo Graça, Romulo e Bruno Gomes (VAS)
Cartão vermelho: Morato (VAS)

GOLS: Marcelo (27'/1ºT 1-0) e Paulo Sérgio (34'/1ºT 2-0)

OPERÁRIO: Simão, Alex Silva, Reniê, Rodolfo Filemon e Fabiano; Fábio Alemão (Marcelo Santos, 21'/2ºT), Leandro Vilela e Marcelo (Rodrigo Pimpão, 29'/2ºT); Thomaz (Felipe Garcia, 21'/2ºT), Paulo Sérgio (Odivan, 45'/2ºT) e Djalma Silva - Técnico: Matheus Costa.

VASCO: Vanderlei, Léo Matos, Miranda, Ricardo Graça e Zeca; Romulo (Andrey, 31'/2ºT), Bruno Gomes (Caio Lopes, Intervalo) e Sarrafiore (Morato, Intervalo); Marquinhos Gabriel (Galarza, 38'/2ºT), Cano e Léo Jabá (Gabriel Pec, 31'/2ºT) - Técnico: Lisca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos