Vasco perde para o Sampaio Corrêa com gol no último lance e adia acesso na Série B


Com resquícios de crueldade, o Vasco sofreu um gol no último minuto e saiu de campo derrotado para o Sampaio Corrêa por 3 a 2. Diante disso, a equipe, que poderia ter conseguido o acesso nesta quinta-feira, se complicou na Série B. Anderson Conceição abriu o placar nos primeiros minutos, mas Pará e Poveda viraram a partida. No fim, Andrey deixou tudo igual, mas Joécio deu a vitória à Bolívia Querida.

+ Veja a tabela da Série B e simule os resultados dos jogos

O resultado causou uma enorme revolta para o torcedor vascaíno que compareceu a São Januário. Com o resultado, a equipe ainda não conseguiu confirmar o acesos à Série A. E agora terá que torcer por uma combinação de resultados para conseguir subir nesta sexta. O Londrina e o Ituano precisam empatar, enquanto o Sport não pode vencer o Operário. Se isso não acontecer, a situação pode se complicar na última rodada. O pior cenário é a vitória do Ituano, que se vencer, enfrenta o Vasco no último jogo, em casa, dependendo apenas de uma vitória para ultrapassar o Cruz-Maltino.

GOL TRANQUILIZADOR

Logo aos 3 minutos de jogo, o Vasco conseguiu abrir o placar, amenizando a tensão que cercava a partida. Danilo Boza avançou desde o campo de defesa até o ataque e conseguiu o escanteio. Nenê cobrou curto para Palácios, que tocou para Figueiredo cruzar na área na cabeça de Anderson Conceição para marcar o primeiro do jogo e dele com a camisa vascaína.

Vasco x Sampaio Correa
Vasco x Sampaio Correa

Vasco perdeu e pode complicar acesso (Foto: Armando Paiva / Lance!)

GOL AMEDRONTADOR

Após o gol, o Vasco parecia que aumentaria o placar e até teve chance para isso, mas Figueiredo teve o chute defendido pelo goleiro do Sampaio Corrêa, que mesmo perdendo manteve a calma para jogar. A tranquilidade somada com a passividade do Cruz-Maltino na marcação fez com que o time maranhense chegasse ao empate com Pará. O lateral-esquerdo arriscou de fora e empatou a partida. Thiago Rodrigues pulou atrasado na jogada e recebeu vaias da torcida no fim da partida.

TROCAÇÃO FRANCA

Ao ter Palácios no lugar de Yuri, o Vasco ganhou em qualidade e saída de bola, mas perdeu muito em poder de marcação. O time até criou oportunidades, jogou um futebol vistoso e envolvente em certos momentos, mas teve dificuldades em retomar a posse de bola. Por muitos momentos o Sampaio Corrêa trocou passes no campo de ataque sem ser incomodado.

MAIS DO MESMO

Para o segundo tempo, Jorginho colocou Yuri e Gabriel Pec nas vagas de Palácios e Léo Matos. Figueiredo foi deslocado para a lateral direita, posição que já está acostumado a jogar. Poucos minutos depois colocou Fábio Gomes. O Vasco passou a cruzar mais bolas na área por causa do centroavante, mas foi Marlon Gomes que quase marcou de cabeça, mas a bola foi para fora.

VIRADA INDIGESTA

As mudanças pioraram o Vasco, que passou a atacar na base do abafa, sem organização. De quebra dava espaços ao contra-ataque do Sampaio Corrêa, que aproveitou para virar a partida. Com o time bagunçado na recomposição, Poveda recebeu livre e serviu Catatau. O atacante chutou, Thiago Rodrigues defendeu, mas no rebote o artilheiro da Série B marcou o 19º gol na competição.

CARROSSEL DE EMOÇÕES

O Vasco foi para o tudo ou nada e conseguiu empatar com Andrey Santos, de cabeça, após cruzamento de Edimar já nos acréscimos. A torcida inflamou e a virada parecia ser possível, mas o que aconteceu foi o gol do Sampaio Corrêa no último lance da partida. Joécio cabeceou nas costas de Edimar para calar São Januário. Foi a primeira derrota do time em casa na Série B, e apenas a segunda vitória do Sampaio fora dos seus domínios.

FICHA TÉCNICA


VASCO 2 X 3 SAMPAIO CORRÊA
Local:
São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: Quinta-feira (27/10), às 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Jose Eduardo Calza (RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS-Fifa)
Público/Renda: 19.499 pagantes (20.111 presentes); R$ 679.036,00
Cartões Amarelos: Edimar, Bruno Tubarão, Quintero) (Vasco); Joécio, Ferreira, Rafael Vila (Sampaio Corrêa)
Cartões Vermelhos:

Gols: Anderson Conceição (3' do 1ºT / 1-0); Pará (17' do 1º T / 1-1); Poveda (23' do 2ºT / 1-2) / Andrey Santos (48'/2ºT / 2-2) / Joécio (55'/2ºT - 2-3)

VASCO (Técnico: Jorginho)
Thiago Rodrigues; Léo Matos (Yuri), Danilo Boza, Anderson Conceição e Edimar; Andrey Santos, Palácios (Gabriel Pec) e Nenê (Alex Teixeira); Marlon Gomes (Bruno Tubarão), Eguinaldo (Fábio Gomes) e Figueiredo.

SAMPAIO CORRÊA (Técnico: Léo Condé)
Matheus Inácio; Mateusinho, Alan Godói, Joécio (Paulo Sérgio) e Pará; André Luiz (Léo Tocantins), Ferreira, Eloir (Lucas Araújo) e Rafael Vila (Warley); Ygor Catatau e Gabriel Poveda.