Vasco marca no início, segura pressão do Santos e vence pelo Brasileiro

Felipe Melo
·4 minuto de leitura


Em São Januário, o Vasco voltou a vencer no Campeonato Brasileiro neste domingo (20). A equipe derrotou o Santos por 1 a 0, com um gol marcado por Carlinhos ainda no início do jogos, aos oito minutos. O meio-campista fez de cabeça, após belo cruzamento de Léo Matos.

Com o triunfo, o Gigante de Colina encerrou o jejum de cinco rodadas sem vencer e chegou a 28 pontos, mas ainda permanece no Z4, próximo do Bahia, primeira equipe fora da zona. O Peixe, por sua vez, segue em oitavo, com 38.

+Confira e simule a classificação do Campeonato Brasileiro

Na próxima rodada do Brasileirão, o Vasco visita o Athletico-PR, dia 27, domingo, às 18h15, na Arena da Baixada. No mesmo dia e horário, o Santos recebe o Ceará, na Vila Belmiro. Será a última participação das equipes em 2020.

Carlinhos abre o placar
Em uma tarde de muito calor em São Januário, o Santos começou trocando bons passes no meio, apesar de ser escalado com um time misto pelo técnico Cuca. Porém, em um boa jogada de contra-ataque, Cano girou e encontrou o jovem Vinícius, que abriu na direita para Léo Matos. O lateral fez um belo cruzamento e Carlinhos estufou a rede do Peixe. O Vasco conseguiu explorar bem o espaço deixado pelo lado esquerdo da defesa santista e abriu o placar.

Aos 20 minutos, o jovem Juninho fez uma jogada espetacular ao fazer fila na frente da área do adversário. Ele passou por três defensores do time paulista, mas pecou no último passe, ao tentar deixar Cano em condições de finalizar. Poderia ter batido para o gol, porém preferiu tocar para o artilheiro. O zagueiro Luiz Felipe conseguiu travar e evitar que a bola chegasse no argentino.

Fernando Miguel salva
Após abrir o placar , o Gigante da Colina passou a dar campo para o adversário e tentar explorar os contra-ataques. Contudo, o Santos não conseguiu construir boas chances de empatar a partida e pecou na falta de criatividade e pouca movimentação. Na melhor oportunidade, aos 32, o zagueiro Alex desviou a bola de cabeça e Fernand Miguel fez ótima defesa. No rebote, Madson ainda tentou finalizar, mas Léo Matos travou e a zaga conseguiu afastar o perigo.

Cinco minutos depois, o Peixe voltou a levar perigo e ter a chance de empatar a partida. Em uma rápida jogada, Kaio Jorge desarmou Vinícius e tocou na medida para Madson, que pegou mal na bola. O camisa 13 da equipe paulista bateu muito forte e a bola passou por cima da meta de Fernando Miguel.

Peixe explora as jogadas áreas
​No intervalo, o técnico Cuca resolveu mexer na equipe santista e colocou o venezuelano Soteldo, que voltava após se recuperar da Covid. Em cobrança de escanteio, Fernando Miguel afastou o perigo da área. Em seguida, o Santos passou a atacar mais e Bruninho bateu forte de fora da área, mas o arqueiro Cruz-Maltino fez uma defesa segura.

Aos 14 da etapa final, o Peixe fez uma bonita troca de passes pelo lado esquerdo, e o lateral Felipe Jonatan recebeu na área e bateu forte para uma nova grande defesa do goleiro do Gigante da Colina, um dos grandes destaques da partida.

Pressão do Alvinegro praiano
Na busca pelo empate, Cuca colocou Marinho em campo e o Santos passou a pressionar ainda mais o Vasco, que recuou e deu campo para o time paulista. Com uma equipe muito espaçada e pecando muito na transição ofensiva, o Alvinegro praiano até tentou empatar, mas a defesa vascaína conseguiu segurar o resultado e voltar a vencer no Brasileirão após cinco rodadas.

No fim, Tiago Reis, que entrou no lugar de Germán Cano aos 47, teve a chance de ampliar o placar. Marinho perdeu uma bola na defesa, mas o centroavante vascaíno chutou em cima do goleiro John, que salvou o Santos. No último lance da partida, Soteldo cobrou falta na área, e Fernando Miguel afastou o perigo, garantindo os três pontos para o Vasco.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 x 0 SANTOS

Data/Hora: 20/12/2020, às 16h
Local: São Januário, Rio de Janeiro
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (FIFA-BA) e Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Renda/Público: Portões fechados

Cartões amarelos: Jadson e Henrique (VAS)
Cartão vermelho:

Gols: Carlinhos (8'/1ºT)

VASCO (Técnico: Ricardo Sá Pinto)
Fernando Miguel; Léo Matos, Jadson, Leandro Castan e Henrique; Andrey, Marcos júnior (Bruno Gomes 34'/2ºT), Juninho (Marcelo Alves 22'/2ºT), Carlinhos (Yago Pikachu 34'/2ºT); Vinícius (Gustavo Torres 22'/2ºT) e Cano (Tiago Reis 47'/2ºT)

SANTOS (Técnico Cuca)
John; Fernando Pileggi (Bruninho - intervalo), Luiz Felipe (Soteldo - intervalo), Alex e Felipe Jonatan; Alison, Sandry (Lucas Lourenço 40'/2ºT) e Diego Pituca; Madson (Marinho 27'/2ºT), Lucas Braga e Kaio Jorge (Marcos Leonardo 37'/2ºT).