Palmeiras segue interessado e Vasco se prepara para perder Luan

A diretoria do Vasco não fala abertamente, mas já trabalha com a possibilidade de perder o zagueiro Luan, de 23 anos, que está nos planos do Palmeiras. A negociação vem sendo tratada pelo empresário Carlos Leite, que gerencia a carreira do atleta e possui um bom relacionamento com o presidente do Vasco, Eurico Miranda, e com o filho do mandatário, Eurico Brandão, o Euriquinho, que cuida do departamento de futebol.

Carlos Leite cuida da carreira de vários jogadores do atual elenco do Vasco, como os volantes Douglas e Marcelo Mattos, o lateral direito Madson e o meia Guilherme Costa. Além disso, o empresário também tem bom trânsito no Palmeiras.

Os valores da transação ainda não foram revelados, mas a Crefisa, parceira financeira do clube paulista, assumiria a responsabilidade por viabilizar o negócio. Leila Pereira, presidente da empresa de crédito pessoal que patrocina o Palmeiras, é de uma família de vascaínos. Isso fez surgir rumores de que a facilidade com que a transação vai sair pode ser também por conta de um possível patrocínio futuro ao clube carioca.

Luan é tratado como um dos melhores jogadores revelados pelas categorias de base do Vasco nos últimos anos. O jogador se valorizou muito no ano passado, quando fez parte do grupo da Seleção Brasileira que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Dentro de campo, o time segue se preparando para o duelo contra o Boavista nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela quinta rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

A equipe para este compromisso será definida somente no treino previsto para a manhã desta quarta-feira. O técnico Milton Mendes não poderá contar com o atacante Luis Fabiano, que cumpre suspensão por ter sido expulso no empate por 2 a 2 com o Flamengo. Em compensação, o goleiro Martin Silva retorna após servir à seleção do Uruguai nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia. Com isso, Jordi volta a ser opção no banco de reservas após defender o arco cruz-maltino por duas partidas.