Vasco se empenha para fortalecer seu poderio ofensivo nesta temporada

(Foto: Daniel Ramalho/Vasco)


A reformulação do Vasco após o acesso à elite exigirá atenção redobrada no setor ofensivo. Por mais que o cobiçado Pedro Raul tenha desembarcado em São Januário sob forte expectativa, a saída de Raniel e o fim de contrato com Alex Teixeira exigem que o Cruz-Maltino consiga costurar acordos com jogadores de alto nível para a disputa da Série A.

+ MERCADO DA BOLA: veja as movimentações no seu time de coração

O acordo melhor encaminhado é com Luca Orellano. Visto como promessa do futebol argentino, o jogador de 22 anos deve assinar vínculo em breve e ficar à disposição de Maurício Barbieri para tornar alternativa atuando pelas pontas.

A diretoria chegou a colocar outros jogadores em pauta, como Terans e David. Entretanto, ambas as negociações não foram adiante. Em paralelo, o técnico Maurício Barbieri tenta fortalecer o ímpeto de jovens como Figueiredo, Gabriel Pec e Eguinaldo.

O regresso à Série A não exige só preocupações com adversários de maior qualidade. Na temporada passada, o Vasco penou para criar oportunidades e viu seu ataque passar por momentos de oscilação até a reta final.

A mudança para SAF e a chegada de um nome de impacto como Pedro Raul injetou ânimo de um ano melhor. Porém, há muito a se afirmar na Colina, desde o desafio de encontrar jogadores com perspicácia para criar investidas até oferecer mais alternativas para finalização. Não falta esperança de um Vasco que tenha melhor pontaria em 2023.