Vasco recebe o Londrina precisando comprovar e ampliar a força do time em São Januário

·1 minuto de leitura


Se você perguntar para os técnicos que comandam times em campeonatos por pontos corridos, quase todos dirão um discurso similar: "Para se sair bem, é preciso ter equilíbrio, defesa forte e um bom desempenho em casa." No caso do Vasco, o desequilíbrio é nítido em vários sentidos e a defesa deixa a desejar, logo o retrospecto como mandante precisaria ser melhor ainda.

Não que o Cruz-Maltino esteja mal em São Januário. Pelo contrário: são seis vitórias nas nove partidas em casa até aqui. Somente o Botafogo ganhou mais como mandante (sete vezes) - e o Goiás também venceu seis vezes. Mas houve duas derrotas dolorosas aos jogadores e, consequentemente, à colocação do Vasco na tabela da Série B do Campeonato Brasileiro.

- Penso que deixamos alguns pontos para trás dentro de casa no início do Brasileiro. Eles estão fazendo muita falta hoje. Falo dos jogos contra Operário e Avaí. Não ficamos boas partidas. Se estivéssemos com esses pontos, estaríamos dentro do G4 - lamentou o lateral-direito Léo Matos ao site oficial do clube.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Foram duas derrotas por 2 a 0, e com desempenho muito ruim tanto ofensiva quanto defensivamente. O time também perdeu ponto na Colina para o Náutico, então líder invicto e com desempenho assombroso. A equipe à época comandada por Marcelo Cabo empatou nos minutos finais.

Caso tivesse conquistado aqueles seis pontos citados por Léo Matos, o Vasco teria 34 pontos e lideraria a Série B. Nesta quarta-feira, contra o Londrina, o prejuízo pode ser, ao menos, reduzido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos