Vasco quita parte da dívida com Maxi López e evita punição por transfer ban

Maxi López acionou o Vasco na Justiça em 2019 (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)


O Vasco tomou uma medida que garantirá o planejamento para a temporada de 2023. O clube pagou as prestações atrasadas com o ex-atacante Maxi López no processo que corre na Câmara Nacional de Resoluções e Disputas. O Cruz-Maltino precisa quitar apenas uma parcela que vence no próximo mês. A informação é do blog "Panorama Esportivo", de "O Globo".

+ MERCADO DA BOLA: veja as movimentações do seu clube de coração

O Vasco tinha até o dia 5 para regularizar o pagamento. Como voltou a ficar adimplente, o Cruz-Maltino deixou de correr o risco de sofrer "transfer ban", punição que proíbe que novos jogadores sejam registrados.

Diante disso, os jogadores recém-contratados pelo Vasco poderão ser regularizados na CBF assim que a entidade retornar do recesso, no dia 9. Maxi pediu para deixar São Januário em 2019.

Na época, o atacante queixou-se de atrasos de pagamentos de salários, FGTS, bônus e metas. O Cruz-Maltino e o jogador selaram um acordo na CNRD para o pagamento de cerca de R$ 5 milhões.