Vasco perde no tempo regulamentar, mas vence o Botafogo nos pênaltis e conquista a Taça Rio

·4 minuto de leitura


Na tarde deste sábado, o Vasco venceu o Botafogo nos pênaltis por 3 a 0, em São Januário, e se sagrou campeão da Taça Rio de 2021. O Cruzmaltino não foi bem no tempo regulamentar e, assim, foi derrotado por 1 a 0, com gol de Gilvan. No entanto, o goleiro Vanderlei pegou três penalidades para garantir o título ao Vasco. Andrey, Zeca e Gabriel Pec fizeram os gols nos pênaltis, enquanto Matheus Frizzo, Felipe Ferreira e Pedro Castro pararam no goleiro cruzmaltino.

> Veja e compare as contratações de Vasco e Botafogo para a temporada 2021

Agora, as duas equipes voltam as atenções para a disputa da Série B. O Vasco recebe o Operário, em São Januário, às 11h. Já o Botafogo viaja até Goiânia, onde enfrenta o Vila Nova, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, às 21h30, na próxima sexta-feira.

BOTAFOGO COMEÇA COM TUDO

Logo no começo de jogo, o Botafogo partiu para cima do Vasco e conseguiu construir boas chances. Com apenas um minuto de jogo, Ronald fez boa jogada pela direita, passou pela marcação com facilidade e conseguiu o cruzamento que foi cortado pela defesa Cruzmaltina. Na cobrança de escanteio, Ricardinho colocou a bola na cabeça de Pedro Castro, que conseguiu uma finalização perigosa ao gol de Vanderlei

DOMÍNIO DO GLORIOSO

O Botafogo manteve o domínio da partida durante todo o primeiro tempo. A equipe conseguiu roubadas de bola no meio de campo e puxou contra-ataques em velocidade em direção ao campo de ataque. No entanto, foram poucas as jogadas que levaram perigo ao gol do Vasco.

A melhor chance do Botafogo na primeira etapa surgiu justamente assim. Após roubada de bola, o alvinegro puxou contra-ataque com Pedro Castro, que tocou para Ronald. O camisa 31, por sua vez, enfiou boa bola para Rafael Navarro, que encheu o pé e obrigou Vanderlei a trabalhar.

> Veja a tabela do Brasileirão Série B de 2021

VASCO RESPONDE

As grandes chances do Cruzmaltino surgiram na reta final da primeira etapa. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Léo Jabá finalizar e estufar as redes de Douglas Borges. No entanto, o camisa 7 do Vasco esteve em posição irregular. Alguns minutos depois, o lateral-esquerdo Zeca fez boa jogada individual pela esquerda, cortou pela direita, encheu o pé e obrigou o goleiro do Botafogo a fazer uma ótima defesa.

SEGUNDO TEMPO COMEÇA EQUILIBRADO

Se no primeiro tempo o Vasco pouco fez, no começo da segunda etapa, o Cruzmaltino foi pra cima e conseguiu boas chances. Na primeira, Pec recuperou a bola no meio de campo, avançou e obrigou Douglas Borges a trabalhar. Na segunda, novamente o camisa 17 foi pra cima da marcação e foi derrubado por Gilvan a um passo da entrada da área.

GILVAN ABRE O PLACAR

Embora o Vasco tenha equilibrado a partida, o Botafogo não deixou de pressionar e conseguiu abrir o placar. Após cruzamento na área, Vanderlei conseguiu afastar, mas a bola ainda sobrou para Pedro Castro, que tocou para Rafael Navarro. O atacante finalizou com força, mas o goleiro do cruzmaltino fez ótima defesa. No entanto, no rebote, Gilvan conseguiu o cabeceio para estufar as redes e colocar o clube de General Severiano em vantagem.

O HERÓI VANDERLEI

Com a vitória do Botafogo no tempo regulamentar, a decisão foi para os pênaltis. Aqui, Vanderlei pegou três cobranças e garantiu a Taça Rio para o Vasco. Andrey, Zeca e Gabriel Pec fizeram os gols nos pênaltis, enquanto Matheus Frizzo, Felipe Ferreira e Pedro Castro pararam no goleiro Vanderlei.

FICHA TÉCNICA
Vasco 0 (3)x 1 (0) Botafogo


Data/Hora: 22/5/2021, às 15h05
Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Mauricio Machado Coelho Junior
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Lilian da Silva Fernandes Bruno

Cartões amarelos: Warley (BOT), Marcelo Cabo (VAS)
Cartões vermelhos:
Gols: Gilvan (0-1) (26'/2ºT)

PÊNALTIS: 3x0

VASCO:
- Andrey (CONVERTEU)
- Zeca (CONVERTEU)
- Pec (CONVERTEU)

BOTAFOGO:
- Pedro Castro (PERDEU)
- Felipe Ferreira (PERDEU)
- Matheus Frizzo (PERDEU)

VASCO: Vanderlei, Léo Matos, Ernando, Ricardo Graça e Zeca; Andrey e Galarza (Romulo 29'/2ºT); Gabriel Pec, Morato (Figueiredo 21'/2ºT) e Léo Jabá (Juninho 38'/2ºT); Cano. Técnico: Marcelo Cabo.

BOTAFOGO: Douglas Borges, Warley, Kanu, Gilvan e Paulo Victor (Rafael Carioca 26'/2ºT); Romildo (Matheus Frizzo 26'/2ºT), Ricardinho (Felipe Ferreira 14'/2ºT) e Pedro Castro; Ronald (Marcinho 33'/2ºT), Rafael Navarro e Marco Antônio (Ênio 33'/2ºT). Técnico: Marcelo Chamusca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos