Vasco já negocia com “substituto” de Rodrigo

A diretoria do Vasco espera definir até esta quinta-feira a rescisão de contrato do zagueiro Rodrigo, que não faz mais parte dos planos da comissão técnica para o restante da temporada. Porém, boa parte desta pressa se deve ao fato de que os dirigentes já negociam com um substituto para o jogador. Trata-se de Anderson Martins, que vem defendendo o Umm Salal, do Qatar.

Leia mais: 

Lateral Gilberto valoriza mudança de esquema tático no Vasco

Rodrigo segue fora dos treinos e tem futuro indefinido no Vasco 

Anderson Martins conhece o Vasco, clube que defendeu na conquista do título da Copa do Brasil de 2011, contando inclusive com a simpatia dos torcedores. O jogador vem lutando para conseguir a sua liberação junto ao clube do Qatar. A ideia vascaína é não precisar investir um centavo nesta liberação, porém, o salário prometido ao atleta é considerado alto para os padrões brasileiros, o que garante ao Cruz-Maltino uma prioridade.

O nome de Anderson Martins conta com o aval de Milton Mendes, o que ajudaria ainda mais em sua adaptação ao clube. A expectativa dos dirigentes vascaínos é de tentar fechar a negociação antes da estreia no Campeonato Brasileiro. Aliás, em relação ao torneio nacional, em que o Vasco luta para conquistar o caneco, quebrando um jejum que já dura 17 anos, a ideia é buscar de quatro a cinco reforços.

Já quanto ao Rodrigo, nesta quinta-feira acaba o período de licença médica do jogador e teoricamente ele terá que se reapresentar. Porém, a tendência é que ele vá a São Januário apenas para acertar a rescisão. O defensor pegou grande identificação com o clube na conquista do bicampeonato carioca em 2015 e 2016, além de se envolver em várias polêmicas com rivais do clube, como Flamengo e Fluminense.

Dentro de campo o elenco segue se preparando para a estreia do Campeonato Brasileiro, prevista para o dia 14 de maio, contra o Palmeiras, às 16h (de Brasília), no Palestra Itália, em São Paulo. As atividades estão sendo fechadas para a imprensa, que tem acesso somente a entrevistas coletivas. Os dirigentes ainda tentam organizar pelo menos um amistoso antes do duelo contra o Verdão para dar ritmo de jogo ao time.