Vasco na Flórida Tour: L! aponta os destaques cruz-maltinos na sua preparação

Vasco teve uma vitória e uma derrota nos Estados Unidos (Daniel Ramalho/ Vasco


Soa exagerado utilizar os resultados dos dois jogos do Vasco na Flórida Tour como um sinal de que a equipe tende a lidar com uma montanha-russa na temporada. Tanto na derrota por 3 a 0 para o River Plate quanto na vitória (coincidentemente) por 3 a 0 diante do Inter Miami, o Cruz-Maltino apresentou aspectos positivos e também deixou alguns sinais de alerta em seu início de 2023.


Os comandados de Maurício Barbieri retornam ao Brasil cientes de onde têm de melhorar para engrenar nesta temporada. O LANCE! faz um balanço de quem se destacou (positivamente e negativamente) nestas duas primeiras partidas, mas ressalta que trata-se do início de um trabalho que exigirá paciência de sobra.

+ Vasco quer jogar o clássico com o Botafogo no Maracanã


FORAM BEM

PUMA RODRÍGUEZ


O lateral-direito apresentou-se com frequência para arriscar cruzamentos, tentar chutes de fora da área e criar tabelas. Em alguns momentos, no entanto, ainda tem de aprimorar-se na marcação.

LÉO

Foi firme na saída de bola diante do River Plate e sofreu para fechar os espaços no duelo com o Inter Miami.

JAIR

Testado no decorrer da partida contra o River Plate, teve segurança na movimentação. Diante do Inter Miami, foi o organizador do meio de campo e conseguiu ir bem tanto nos desarmes quanto ao distribuir passes.

FIGUEIREDO

Após atuar abaixo da média como volante diante do River Plate, entrou muito bem contra o Inter Miami. Foi muito participativo, buscou chances e marcou um dos gols da vitória por 3 a 0, em partida na qual foi atacante e volante.

IVAN

Estreou contra a equipe americana e deixou seu recado sempre que foi exigido.

OSCILARAM

NENÊ


Teve atuação apagadíssima no confronto com o River Plate, quando jogou por 90 minutos. Diante do Inter Miami, teve maior ímpeto e demonstrou oportunismo para marcar seu gol. Também tentou boa investida para Pedro Raul.

GABRIEL PEC

Em ambas as partidas, não faltaram empenho e oportunidades. Mas mostra-se muito afobado ao definir a jogada.

EGUINALDO


Batalhou bastante enquanto esteve em campo e deu passe para um gol. Porém, por mais que se mostre ansioso, em alguns momentos demonstra ansiedade.

DEIXARAM A DESEJAR

PEDRO RAUL

Esperança ofensiva para a temporada, teve de penar por uma chance de gol diante do River Plate. Porém, no segundo jogo cruz-maltino, enrolou-se nas vezes em que tentou se desvencilhar de um marcador. Errou passes.

LUCAS PITON

Teve lampejos ofensivos (especialmente contra o Inter Miami), mas deixou a defesa exposta em muitos momentos.

MIRANDA

Atrapalhou-se nos dois jogos disputados nos Estados Unidos. Chegou atrasado em um dos gols sofridos pelo Vasco diante do River Plate e, contra o Inter Miami, deixou buracos e foi driblado por adversários com facilidade. O miolo de zaga se mostrou vulnerável com frequência nas partidas.

ZÉ GABRIEL

Cometeu sucessivos erros de passes e falhou na proteção à marcação constantemente.


Da lista de jogadores testados, também tiveram rodagem com destaque os atacantes Erick Marcus e Vinícius Paiva. A dupla mostrou postura voluntariosa enquanto esteve em campo. Vinícius deu passe para o gol de Figueiredo.